Festival de animação têm curtas e oficinas grátis

·1 minuto de leitura

Rio — A 16ª edição do Anim! Arte, festival internacional de filmes amadores e profissionais de animação feitos em 60 países, está em cartaz até 13 de junho. Entre os curtas selecionados para concorrer na categoria Estudantes Brasileiros estão três produzidos por alunos da Universidade Veiga de Almeida da Barra. Para assistir aos filmes da mostra competitiva, no site animarte.kinow.tv/pt/, paga-se R$ 25. Os da seção Retrospectiva têm acesso gratuito, assim como uma série de oficinas oferecidas pela universidade.

Aluna de Design de Animação, Luiza Moraes está participando com o curta “As aventuras de Zaninja”, animação ambientada no Japão medieval:

— O gênero é comédia. O ninja tem a difícil missão de assassinar o xogum, líder supremo do Japão. Ele tenta com muita coragem, mas em vários momentos falha de forma engraçada e inesperada. Em certa ocasião, precisa escalar um muro muito alto. Quando chega lá em cima, olha para o lado e percebe que há uma escada.

Entre as oficinas oferecidas pela UVA está Stop Motion com Objetos, a mais indicada para o público que deseja dar os primeiros passos neste universo, conta o professor, Gabriel Cruz:

— A ideia é que o aluno consiga, apenas com o celular e objetos do dia a dia, produzir pequenas animações. Ele baixa um aplicativo que fotografa e depois transforma as imagens em um filme.

Outras opções são as oificinas Animação em Loop para a Criação de Padrões Animados, que ensina técnicas de repetições, e Como Criar Uma Cena Isométrica 3D. Os outros filmes da UVA que podem sair premiados são “Cogumelo”, de Matheus Américo, e “Altcell”, de Erick Fisher em parceria com Matheus Galvão, da UFF. Os vencedores ganham o troféu Anim!Arte, reconhecido como chancela de produções no circuito internacional de animação.