Festival Caleidoscópio acontece em formato on-line e promove intercâmbio cultural em Nova Iguaçu

Cíntia Cruz
·2 minuto de leitura

A cultura Hip Hop vai invadir as redes nas duas próximas semanas. Depois de seis anos promovendo artistas e manifestações culturais no bairro de Morro Agudo, em Nova Iguaçu, a sétima edição do Festival Caleidoscópio será virtual e com cursos gratuitos para todo o Brasil.

Devido à pandemia da Covid-19, o evento, realizado pelo Instituto Enraizados e que sempre ocupou praças e ruas do município com muita arte, vai até dia 6 de fevereiro em formato totalmente on-line. Nesta segunda-feira, começam as Masters Classes, quatro aulas gratuitas destinadas a artistas e produtores culturais. A primeira delas será às 19h e vai falar sobre Gerenciamento de Carreiras. O rapper Dudu de Morro Agudo é coordenador executivo do Instituto.

— Com a pandemia, a gente teve que sair da nossa zona de conforto e se reinventar. Mas foi interessante porque conseguimos ampliar nosso público. Estávamos limitados à Baixada e a alguns bairros do Rio. Muitas pessoas queriam vir, mas não conseguiam. Agora, por ser on-line, já podem participar. Nas Masters Classes, há cem inscritos de todo o Brasil — comemorou Dudu.

O evento vai ter ainda palestras, rodas de conversa, sarau de poesia e laboratório de rap. O festival Caleidoscópio começou em 2015, a partir de um curso oferecido pelo Instituto Enraizados. Alunos do curso de Prática de Produção de Eventos Culturais (CPPEC) produziam todo o festival, inclusive a curadoria, durante três meses.

— Tudo começou quando ganhamos o campeonato mundial de hip hop, em Miami (EUA). A partir daí, decidimos dar uma contrapartida para a comunidade com esse festival. E deu certo — lembra Dudu.

Seguindo todas as normas sanitárias para evitar a propagação da Covid, artistas participaram de workshops e gravaram suas apresentações na sede do Enraizados, no Morro Agudo. Os shows vão ser exibidos pelas redes sociais do instituto no próximo dia 6.

A fotógrafa e DJ Imperatriz, que também é produtora do Caleidoscópio, participa do festival desde a primeira edição. Para ela, o novo formato do evento é uma oportunidade de crescimento para o Enraizados:

— É um desafio feliz, apesar do momento, porque a gente consegue alcançar mais pessoas, levar arte da Baixada Fluminense para vários cantos do Brasil e do mundo e fazer esse intercâmbio ser ainda maior e mais potente. Vejo nessa mudança um grande potencial para a gente crescer.

Programação

Dia 25: Às 19h, haverá a primeira Master Class, com o tema “Gerenciamento de carreiras”, com Dudu de Morro Agudo e Mohammed Yahya.

Dia 26: A Master Class será de Produção Musical, às 19h, com DJ Raffa.

Dia 28: A última Master Class será com Marcão Baixada sobre Distribuição de Música Digital. A inscrição é gratuita pelo www.facebook.com/institutoenraizados.