Festival de Cannes: saiba como assistir aos vencedores da Palma de Ouro na internet

Gustavo Cunha

Após certa resistência em suspender o evento deste ano — diferentes datas já haviam sido definidas e redefinidas em função da pandemia do novo coronavírus —, a organização do Festival de Cannes decretou, ontem, que está descartada qualquer possibilidade de realização de sua 73ª edição em 2020. Também não está prevista uma versão virtual da cerimônia cinematográfica, que teria início hoje.

À revista “Variety”, um porta-voz do festival confidenciou que será divulgada uma lista, no começo de junho, com os filmes que integrariam a seleção oficial do evento. E que haverá uma “redistribuição por cima dos muros” de parte dessas produções. Ou seja, os títulos devem ser realocados em eventos marcados para o segundo semestre, como o Festival de Veneza, o Festival Internacional de Toronto e o Festival de Cinema de Nova York.

Fato é que, neste ano, ninguém receberá a Palma de Ouro, um dos prêmios de maior prestígio no cinema mundial, entregue desde 1955 como o principal troféu do festival — com uma interrupção entre 1964 e 1975, quando foi adotada a categoria “Grande Prêmio”.

A maior parte dos títulos laureados, aliás, segue disponível em diferentes plataformas de streaming. Veja abaixo uma lista com todos os longas vencedores que seguem na web.

Vencedores da Palma de Ouro

Veja lista completa dos filmes que estão disponíveis na web:

'Parasita', de Bong Joon-ho (Coreia do Sul, 2019)

Google Play, iTunes, Looke, NOW e YouTube

'Assunto de família', de Hirokazu Koreeda (Japão, 2018)

Google Play, iTunes, Netflix, NOW e YouTube

'The Square: a arte da discórdia', de Ruben Östlund (Suécia, 2017)

Google Play, iTunes, Looke, NOW, Telecine Play e YouTube

'Eu, Daniel Blake', de Ken Loach (Inglaterra, 2016)

Google Play, iTunes, Netflix, NOW e YouTube

'Dheepan — O refúgio', de Jacques Audiard (França, 2015)

GloboPlay e Telecine Play

'Sono de inverno', de Nuri Bilge Ceylan (Turquia, 2014)

Belas Artes à La Carte, Google Play, iTunes, Looke e YouTube

'Azul é a cor mais quente', de Abdellatif Kechiche (França, 2013)

Google Play, iTunes e Telecine Play

'Amor', de Michael Haneke (Alemanha, 2012)

Google Play, Looke e NOW

'A árvore da vida', de Terrence Malick (EUA, 2011)

Amazon Prime Video, Looke, Microsoft Store, NOW e Telecine Play

'Tio Boonmee, que pode recordar suas vidas passadas', de Apichatpong Weerasethakul (Tailândia, 2010)

Não disponível

'A fita branca', de Michael Haneke (Alemanha, 2009)

Belas Artes à La Carte e iTunes

'Entre os muros da escola', de Laurent Cantet (França, 2008)

iTunes

'4 meses, 3 semanas e 2 dois dias', de Cristian Mungiu (Romênia/Bélgica, 2007)

Não disponível

'Ventos da liberdade', de Ken Loach (Inglaterra, 2006)

Não disponível

'A criança', de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne (França/Bélgica, 2005)

Não disponível

'Fahrenheit 11 de setembro', de Michael Moore (EUA, 2004)

Não disponível

'Elefante', de Gus Van Sant (EUA, 2003)

HBO Go

'O pianista', de Roman Polanski (Polônia, 2002)

Não disponível

'O quarto do filho', de Nanni Moretti (Itália/França, 2001)

Não disponível

'Dançando no escuro', de Lars Von Trier (Dinamarca, 2000)

Não disponível

'Rosetta', de Jean-Pierre e Luc Dardenne (França/Bélgica, 1999)

Não disponíve

'A eternidade e um dia', de Theodoros Angelopoulos (Grécia, 1998)

Não disponível.

'Gosto de cereja', de Abbas Kiarostami (Irã/França, 1997)

Telecine Play

'A enguia', de Shôhei Imamura (Japão, 1997)

Não disponível

'Segredos e mentiras', de Mike Leigh (Inglaterra/França, 1996)

Não disponível

'Underground, mentiras de guerra', de Emir Kusturica (Iugoslávia, 1995)

Não disponível

'Pulp fiction: tempo de violência', de Quentin Tarantino (EUA, 1994)

Amazon Prime Video, Google Play, Looke, Microsoft Store, Netflix, NOW, Telecine Play e YouTube

'Adeus, minha concubina', de Kaige Chen (China/Hong Kong, 1993)

Não disponível

'O piano', de Jane Campion (Nova Zelândia, 1993)

Não disponível

'As melhores intenções', de Bille August (Dinamarca, 1992)

Não disponível

'Barton Fink, Delírios de Hollywood', de Ethan e Joel Coen (EUA/Inglaterra, 1991)

Google Play, iTunes e YouTube

'Coração selvagem', de David Lynch (EUA, 1990)

Google Play, iTunes, Now e YouTube

'Sexo, mentiras e videotape', de Steven Soderbergh (EUA, 1989)

HBO Go, iTunes, Now, YouTube

'Pelle, o Conquistador', de Bille August (Dinamarca, 1988)

YouTube ("Pelle der Eroberer", sem legenda)

'Ao Sol de Satanás', de Maurice Pialat (França, 1987)

Não disponível

'A Missão', de Roland Joffé (Reino Unido, 1986)

Claro Video, YouTube

'O Pai Foi em Viagem de Negócios', de Emir Kusturica (Iugoslávia, 1985)

YouTube ("Otac na službenom putu", sem legenda)

'Paris, Texas', de Wim Wenders (Alemanha Ocidental, 1984)

Now, Amazon Prime Video, YouTube (sem legenda)

'A Balada de Narayama', de Shohei Imamura (Japão, 1983)

Amazon Prime Video, YouTube ("The Ballad of Narayama", sem legenda)

'Desaparecido', de Costa-Gavras (EUA, 1982)

YouTube ("Missing", sem legenda)

'Yol', de Yilmaz Güney (Turquia, 1982)

YouTube (sem legenda)

'O Homem de Ferro', de Andrzej Wajda (Polônia, 1981)

YouTube ("Man of Iron, Człowiek z żelaza", sem legenda)

'All That Jazz', de Bob Fosse (EUA, 1980)

Não disponível

'Kagemusha, a Sombra do Samurai', de Akira Kurosawa (Japão, 1980)

Looke, NetMovies, YouTube (sem legenda)

'Apocalypse Now', de Francis Ford Coppola (EUA, 1979)

YouTube, Amazon Prime Video

'O Tambor', de Volker Schlöndorff (Alemanha Ocidental, 1979)

Now, Looke, NetMovies

'A Árvore dos Tamancos', de Ermanno Olmi (Itália, 1978)

YouTube

'Pai Patrão', de Paolo Taviani e Vittorio Taviani (Itália, 1977)

Amazon Prime Video

'Taxi Driver', de Martin Scorsese (EUA, 1976)

Claro Video, Google Play, Apple iTunes, Now, YouTube, Amazon Prime ideo

'Crônica dos Anos de Fogo', de Mohammed Lakhdar-Hamina (Argélia, 1975)

YouTube ("Chronique des années de braise", sem legenda)

'O Leopardo', de Luchino Visconti (Itália, 1963)

Amazon Prime Video, YouTube (sem legenda)

'O Pagador de Promessas', de Anselmo Duarte (Brasil, 1962)

NOW, YouTube

'Uma Tão Longa Ausência', de Henri Colpi (França, 1961)

YouTube (legenda em espanhol)

'Viridiana', de Luis Buñuel (Espanha, 1961)

YouTube (legenda em inglês)

'A Doce Vida', de Federico Fellini (Itália, 1960)

Telecine Play, YouTube

'Orfeu Negro', de Marcel Camus (França, 1959)

Looke, NetMovies, YouTube

'Quando voam as cegonhas', de Mikheil Kalatozishvili (União Soviética, 1958)

Belas Artes a La Carte e YouTube (sem legenda)

'Sublime Tentação', de William Wyler (EUA, 1957)

YouTube

'O Mundo do Silêncio', de Jacques-Yves Cousteau e Louis Malle (França, 1956)

YouTube (sem legenda)

'Marty', de Delbert Mann (EUA, 1955)

iTunes