Festival de Curtas tem edição online com apresentação de 200 filmes

·2 minuto de leitura

Em mais uma edição online por causa da pandemia do novo coronavírus, o tradicional Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo tem início nesta quinta-feira (19) apresentando 200 filmes de 39 países. A mostra é gratuita e vai até o dia 29 de agosto. A direção do festival é da produtora cultural Zita Carvalhosa.

Dentre os 200 filmes, 116 são títulos brasileiros. Entre eles estão Céu de Agosto, obra que foi recentemente premiada no Festival de Cannes, e Seiva Bruta, eleito melhor curta-metragem latino-americano no Directors Guild of America.

Céu de Agosto - Jasmin Tenucci
Céu de Agosto - Jasmin Tenucci
Céu de Agosto - Jasmin Tenucci - Céu de Agosto/Jasmin Tenucci

Já entre os destaques internacionais estão Estrela Vermelha, de Yohan Manca, e obras que foram premiadas no Festival de Clermont-Ferrand, mais importante evento dedicado aos curtas: Irmãs, Nadador e Ônibus Noturno. Outros destaques são a animação Casca, eleito melhor curta internacional do Festival de Annecy; A Montanha Lembra, vencedor da competição internacional do festival É Tudo Verdade; e Viagem ao Paraíso, produção do Vietnã premiado no Festival de Locarno.

Festival de Curtas /Reed Star
Festival de Curtas /Reed Star
Festival de Curtas /Reed Star - Festival de Curtas /Reed Star

Na edição deste ano, o festival presta homenagens à montadora Vânia Debs, falecida em junho, e aos cineastas Glauber Rocha e Chris Marker. Para homenagear Vânia Debs, o festival vai apresentar cinco curtas, entre eles, Morte, dirigido por José Roberto Torero e protagonizado por Paulo José, que morreu recentemente. O polêmico curta Di Cavalcanti Di Glauber, de 1976, será apresentado como uma homenagem ao cineasta brasileiro. Já o centenário de Chris Marker será celebrado com La Jetée, de 1962.

O festival também celebra a produção de jovens cineastas das periferias e a cultura indígena, com uma mostra dedicada ao festival Amotara, dedicado a mulheres indígenas cineastas. Além disso, encontros vão discutir temas como as plataformas de streaming, o cinema das mulheres indígenas e produções durante a pandemia, entre outros.

A cerimônia de abertura será nesta quinta-feira, às 20h. A cerimônia, os filmes e os encontros podem ser acessados pelo endereço http://www.kinoforum.org.br/

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos