Festival exibe óperas consagradas no Parque Lage em super telão

·2 min de leitura

Óperas internacionais num telão ao ar livre: essa é a proposta da sexta edição do festival Ópera na tela, em cartaz no Parque Lage até 24 de novembro. O evento, que também tem programação em streaming, põe o público em espreguiçadeiras diante de uma tela gigante que vai exibir 11 récitas europeias, uma Gala do Teatro Alla Scala de Milao com cantores consagrados e o balé "O corcunda de Notre Dame", da Ópera de Paris, com coreografia do Roland Petit.

Neste fim de semana, o festival exibe um recital com a soprano belga Anne-Catherine Gillet, às 19h, e, na sequência, às 20h, a "A Rivedere le stelle", do Teatro Alla Scala de Milão. Por conta da pandemia, o teatro teve de cancelar a sua tradicionalnoite de gala em celebração a Santo Ambrósio, padroeiro da cidade. O espetáculo aconteceu de portas fechadas e foi transmitido ao vivo na televisão pública italiana, sendo reprisado depois na França e na Alemanha. Alguns dos cantores mais prestigiados do mundo estão em cena, como Ildar Abdrazakov, Sonya Yoncheva, Roberto Alagna, Piotr Beczala e Benjamin Bernheim.

Baseado no romance de Victor Hugo, o balé "O corcunda de Notre Dame", reencenado por Luigi Bonino com coreografia de Roland Petit, tem exibição marcada para sexta-feira que vem (19), às 19h. Outro destaque da programação é "O palácio encantado", de Luigi Rossi, encenada pela primeira vez em 1642, em Roma. A récita ficou esquecida durante 380 anos na biblioteca do Vaticano, sendo redescoberta pelo maestro Leonardo Garcia Alarcon. A nova encenação criada pela Ópera de Dijon, com 16 solistas, diversos coros e dezenas de bailarinos, será exibida na tela do Parque Lage no dia 22 de novembro, às 19h.

Parque Lage: Rua Jardim Botânico 414, Jardim Botânico - 2334-4088. De 13 a 24 de novembro, a partir das 19h. R$ 28. Programação completa no site http://operanatela.com/2021/.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos