Festival de performances terá apresentações ao vivo transmitidas do MAC de Niterói

O Globo
·2 minuto de leitura

NITERÓI — Depois de duas edições em São Paulo, o festival de performances e novas mídias Perfídia chega a Niterói em uma edição totalmente on-line. Entre os dia 4 e 6 de março, o evento reunirá, de forma virtual, artistas, pesquisadores e coletivos que promovem o encontro entre arte e tecnologia numa programação gratuita. No sábado, dia 6, as atividades serão transmitidas ao vivo diretamente do Museu de Arte Contemporânea (MAC), na Boa Viagem, por meio do site do festival e do YouTube.

Além das performances, o festival vai contar com atividades formativas, uma mostra de videoperformances e o Perfidinha, trazendo pela primeira vez uma atividade voltada para crianças. A proposta do evento é promover o trabalho de criadores que atuam entre as artes presenciais, como teatro, dança, performance, música ao vivo e intervenções urbanas, com as manifestações artísticas que partem da tecnologia.

O Perfídia foi criado pelos artistas Luciana Ramin e Otávio Oscar, com intenção, explicam, de articular parcerias em diversos territórios do Brasil para ocupar de forma criativa as cidades e valorizar o potencial dos agentes culturais locais. As primeiras edições aconteceram no estado de São Paulo, na cidade de São José do Rio Preto, em 2017, e na capital, em 2019. Luciana Ramin conta que a ideia de criar o Perfídia veio após a ampliação do acesso à tecnologia:

— A arte sempre caminhou junto com a tecnologia, mas este sempre foi um meio muito restrito. Hoje em dia, com a popularização dos aparelhos digitais e da internet, ficou mais acessível você ser um artista digital, e isso acabou abrindo um multiverso infinito de possibilidades e experimentos. O Perfídia acaba atuando como uma plataforma para que artistas que se arriscam nessas inovações encontrem um lugar de estímulo, valorização e troca.

Entre as atrações confirmadas estão Ujima Gang, coletivo de jovens criadores de conteúdo audiovisual de Niterói; Aya Ibeji, artista multimídia e DJ, que se divide entre São Paulo e Rio de Janeiro; a artista carioca Andressa Núbia, com produções em video mapping e realidade virtual a partir da pesquisa sobre memórias e espiritualidades pelas ancestralidades; e o VJ residente do festival, Guigga Tomaz. As transmissões ficarão gravadas no canal do festival no YouTube, e a programação completa será divulgada no site plataformaperfidia.com e nas redes sociais do evento.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)