Festival do Rio 2019: programação de terça, 17

Filme sobre o jogador Diego Maradona, drama com Willem Dafoe e Robert Pattinson em atuaçoes elogiadas pela crítica, longa de cineasta palestino em evidência... O último dia de programação do Festival do Rio está recheado de bons motivos para você não sair do cinema.

Veja a programação desta terça, 17 de dezembro:

Panorama

'Amundsen, o explorador'

“Amundsen.” De Espen Sandberg (Noruega, 2019). Com Pål Sverre Hagen, Christian Rubeck, Katherine Waterston.

Como poderia Roald Amundsen, um homem desconhecido e pobre na Noruega, se tornar o maior explorador polar que o mundo já viu? Amundsen dedicou sua vida à descoberta de novas terras. Se necessário, tomava medidas extremas para atingir seus objetivos. Chegou ao sucesso em sua vida profissional — mas pagou um preço muito alto como ser humano. 125 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 1: 21h15.

‘Antologia da cidade fantasma'

“Répertoire des villes disparues". De Denis Côté (Canadá, 2019). Com Robert Naylor, Josée Deschênes, Diane Lavallée, Larissa Corriveau, Jean-Michel Anctil.

Simon Dubé morre em um acidente de carro em Irénée-les-Neiges, cidade pequena e isolada com 215 habitantes. Os moradores atordoados se mostram relutantes em discutir as circunstâncias da tragédia. Daquele momento em diante, tanto para a família Dubé quanto para várias outras pessoas, o tempo parece perder todo o sentido e os dias se arrastam sem fim. 97 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 3: 17h.

‘Diego Maradona’

De Asif Kapadia (Reino Unido, 2019). Com Diego Armando Maradona, Daniel Arcucci, Alberto Bigon, Gonzalo Bonadeo.

Um dos jogadores de futebol mais celebrados da história, o argentino Diego Maradona levou sua seleção a ganhar seu primeiro grande campeonato e passou sete anos quebrando recordes. Porém, fora dos campos, ele era quase um prisioneiro em Nápoles. A partir de mais de 500 horas de imagens inéditas do arquivo pessoal de Maradona, o diretor constrói um retrato do craque. 125 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Roxy 1: 21h.

'Doce entardecer na Toscana’

“Dolce Fine Giornata”. De Jacek Borcuch (Polônia, 2019). Com Krystyna Janda, Kasia Smutniak, Vincent Riotta, Antonio Catania, Lorenzo de Moor.

Maria Linde, judia de origem polonesa, mora na Toscana. Mãe e avó amorosa, ela desenvolve um flerte com um egípcio muito mais jovem, que administra uma pousada. Depois de um ataque terrorista em Roma, Maria se recusa a sucumbir ao medo e ao sentimento anti-imigração que emergem. 96 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Reserva Cultural 2: 14h.

‘Família de axé’

De Tetê Moraes (Brasil, 2019).

Um documentário sobre amizade, afetos e fé. A história de Alberto Ribeiro Santana, pai de santo baiano, e de sua família, contada a partir de festas, rituais, culinária, música, dança, cotidiano e relação com a comunidade, fazendo uma viagem no tempo que revela a luta para manter viva a cultura de seus ancestrais africanos e sua religião, o candomblé. 76 minutos. Livre.

Ter, 17: Cinemateca do MAM: 19h.

‘O farol’

“The lighthouse”. De Robert Eggers (EUA/Canadá, 2019). Com Willem Dafoe, Robert Pattinson, Valeriia Karaman.

Em uma remota ilha diante da costa da Nova Inglaterra, no final do século XIX, dois faroleiros estão isolados por conta de uma tempestade que parece interminável. Eles embarcam em um conflito crescente. A tensão aumenta quando forças misteriosas evoluem em torno da dupla. 110 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Kinoplex São Luiz 1: 16h30.

‘A garota da pulseira’

“La fille au bracelet”. De Stéphane Demoustier (França, 2019). Com Melissa Guers, Roschdy Zem, Chiara Mastroianni, Anaïs Demoustier.

Lisa, de 18 anos, é acusada pelo assassinato de sua melhor amiga. Seus pais ficam a seu lado. Durante o julgamento, porém, sua vida secreta começa a se desdobrar. 110 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 5: 14h.

‘Os olhos de Cabul’

“Les hirondelles de Kaboul”. De Zabou Breitman, Eléa Gobbé-Mévellec (França, 2019).

O filme de animação se passa no verão de de 1998. Cabul, capital do Afeganistão, está sob a lei do Talibã. Zunaira e Mohsen são jovens e apaixonados. Apesar de toda a violência e a miséria diárias, eles alimentam a esperança de um futuro melhor. Um dia, um gesto bobo faz com que a vida dê uma guinada sem volta. 81 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 2: 19h50.

‘O paraíso deve ser aqui’

“It must be heaven”. De Elia Suleiman (França/Canadá/Turquia /Palestina /Qatar, 2019). Com Elia Suleiman, Gael García Bernal, Ali Suliman, Vincent Maraval.

Elia Suleiman deixa a Palestina em busca de um novo lar, apenas para encontrar em todo lugar os mesmos problemas. A promessa de uma nova vida se transforma em uma comédia de erros e em situações inusitadas com a polícia, a conteporaneidade e o preconceito. Por mais longe que ele vá, de Paris a Nova York, algo sempre o lembra de sua terra natal. 97 minutos. Livre.

Ter, 17: Estação NET Botafogo 1: 21h30.

‘Quarto 212’

“Chambre 212”. De Christophe Honoré (França/Bélgica/Luxemburgo, 2019). Com Chiara Mastroianni, Benjamin Biolay, Vincent Lacoste.

Depois de uma briga com o marido, Maria resolve sair de casa. Ela se muda para o quarto 212 de um hotel do outro lado da rua, com vista privilegiada para seu antigo apartamento, para o marido que acaba de deixar e, de certa forma, para a vida que dividia com ele. Enquanto pensa se tomou a decisão certa, muitos personagens de sua trajetória opinam sobre o assunto. 86 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Kinoplex São Luiz 2: 21h15.

‘Retrato de uma jovem em chamas’

“Portrait de la jeune fille en feu”. De Céline Sciamma (França, 2019). Com Noémie Merlant, Adèle Haenel, Luàna Bajrami, Valeria Golino.

França, 1770. Marianne, uma pintora, é contratada para fazer o retrato de casamento de Héloïse, jovem recém-saída do convento. Héloïse é uma relutante candidata a noiva e Marianne deve pintá-la sem que ela saiba. A artista a observa durante o dia e dedica-se ao quadro em segredo. Prêmio de melhor roteiro e vencedor da Palma Queer, para filmes de temática LGBT, no Festival de Cannes 2019. 121 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Kinoplex São Luiz 2: 18h45.

‘Testemunha invisível’

“Il testimone invisibile”. De Stefano Mordini (Itália, 2018). Com Riccardo Scamarcio, Miriam Leone, Fabrizio Bentivoglio .

Adriano, bem-sucedido homem de negócios, acorda num quarto de hotel ao pé do cadáver da sua amante e se torna suspeito do crime. Ele escolhe a experiente advogada Virginia Ferrara para sua defesa. Eles só têm duas horas para preparar o caso, desacreditar uma testemunha-chave e encontrar as evidências que podem confirmar a inocência de Adriano.102 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 1: 14h30.

‘Tommaso’

De Abel Ferrara (Itália, 2019). Com Willem Dafoe, Anna Ferrara, Cristina Chiriac.

Tommaso se sente em casa em Roma e até se diverte aprendendo italiano. Mas ele também vê mudanças de perspectiva em sua jovem mulher Nikki, com quem tem uma filha. A existência cotidiana do artista americano, pairando entre a realidade e a fantasia, é pontuada por encontros gratificantes e frustrantes de Tommaso com os “proprietários” de vários destinos e consigo mesmo. 115 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Kinoplex São Luiz 2: 16h15.

‘Uma vida oculta’

“A Hidden Life”. De Terrence Malick (EUA/Alemanha, 2019). Com August Diehl, Valerie Pachner, Maria Simon, Tobias Moretti, Bruno Ganz.

Baseado em um episódio real. A história de um herói desconhecido, Franz Jägerstätter, que se recusou a lutar pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial. Quando o camponês austríaco se depara com a ameaça de execução por traição, sua fé inabalável e seu amor por sua mulher e seus filhos mantêm seu espírito vivo .173 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Botafogo 1: 18h15.

‘Vitalina Varela’

De Pedro Costa (Portugal, 2019). Com Vitalina Varela, Ventura, Manuel Tavares Almeida, Francisco Brito, Imídio Monteiro, Marina Alves Domingues.

Vitalina Varela, de 55 anos, cabo-verdiana, chega a Portugal três dias depois do funeral do marido. Há mais de 25 anos que Vitalina esperava o seu bilhete de avião. 124 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 2: 13h50.

‘Wasp network’

De Olivier Assayas (França / Espanha / Brasil, 2019). Com Penélope Cruz, Edgar Ramírez, Gael García Bernal, Wagner Moura, Ana de Armas, Leonardo Sbaraglia.

Baseado em uma história real. Havana. Dezembro, 1990. O cubano René González, piloto de avião, rouba uma aeronave e escapa do país, deixando para trás mulher e filha. Ele começa uma nova vida em Miami e logo se encontra com outros dissidentes cubanos. Todos trabalham pela desestabilização do regime de Fidel Castro. 130 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Roxy 1: 16h20.

Expectativa

‘Alva’

De Ico Costa. Com Henrique Bonacho (Portugal/Argentina/França, 2019).

Henrique é um pequeno proprietário de terra português que vive longe da civilização. Nota-se que há algo errado quando passantes perguntam por novidades sobre suas filhas. No dia seguinte, ele faz algo terrível e foge de volta para as montanhas. Quem é Henrique? Sua ação pode ser compreendida? 98 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 4: 21h.

‘O primeiro adeus’

“Di yi ci de li bie”. De Lina Wang ( China, 2018). Com Tajigul Heilmeier, Yasan Kamisu, Kuramu Kasimu.

No noroeste da China, entre campos de algodão e o deserto, situa-se o vilarejo de minoria étnica oprimida uigur. É lá que vive o jovem Isa. Sua rotina é quebrada pela ameaça de despedidas como a da mãe de Isa, que, doente, pode ser levada para um asilo, ou a de seu melhor amigo, Kalbinur, que está prestes a ser transferido de escola. 88 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 1: 19h.

‘O que vão dizer’

“Hva vil folk si”. De Iram Haq (Noruega/Alemanha, 2017). Com Maria Mozhdah, Adil Hussain, Ekavali Khanna.

Nisha, de 16 anos, tem vida dupla. Em casa, com a família, ela é a perfeita filha paquistanesa, mas, quando sai com os amigos, comporta-se como uma adolescente norueguesa típica. Quando seu pai a desmascara, os dois mundos de Nisha entram em rota de colisão. 106 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 3: 15h.

‘System crasher’

De Nora Fingscheidt (Alemanha, 2019). Com Helena Zengel, Albrecht Schuch, Gabriela Maria Schmeide, Lisa Hagmeister.

Bernardette ou Benni, como prefere ser chamada, é uma menina de aparência doce, mas com muita energia contida. Aos 9 anos, tornou-se o que o serviço de proteção à criança chama de destruidora do sistema. Tudo o que ela quer é voltar para casa com sua mãe, mas até Bianca está apavorada com a filha. Contratado para acompanhar Benni na escola, o especialista em controle de agressividade oferece uma semente de esperança. 118 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 5: 14h50.

‘Os tradutores’

“Les traducteurs”. De Régis Roinsard (França/Bélgica, 2019). Com Lambert Wilson, Olga Kurylenko, Riccardo Scamarcio, Sidse Babett Knudsen, Eduardo Noriega.

Confinados em uma mansão, sem contato com o exterior, nove tradutores foram contratados para trabalhar no esperado último livro de uma trilogia que é best-seller mundial. As primeiras páginas do original aparecem na internet. O ladrão é um dos presentes e o editor está pronto para fazer qualquer coisa para desmascará-lo. 105 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Botafogo 1: 14h30.

‘O verão de Adam’

“Adam” (EUA, 2019). De Rhys Ernst. Com Nicholas Alexander, Bobbi Salvör Menuez, Leo Sheng, Chloe Levine, Margaret Qualley.

Adam, adolescente, vai passar o verão com a irmã mais velha, Casey, em Nova York. Desde que saiu de casa, Casey se integrou à comunidade LGBTQ+. Lá, quando Adam acompanha uma marcha pelo casamento igualitário, ele conhece Gillian e se apaixona. Ela confunde as preferências de Adam. O que começa como um mal-entendido evolui para uma comédia de erros. 95 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Reserva Cultural 2: 16h15.

‘A vida de Alice'

“Alice”. De Josephine Mackerras ( Austrália/França, 2019). Com Emilie Piponnier, Martin Swabey, Chloé Boreham

Após descobrir que o vício de seu marido em acompanhantes femininas deixou a família na falência, Alice se vê impelida ao universo da alta prostituição. Vencedor do grande prêmio do júri no festival SXSW 2019. 103 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 2: 17h50.

Sessões especiais

‘Aviso aos navegantes’

De Watson Macedo (Brasil, 1950). Com Grande Otelo, José Lewgoy, Oscarito.

Um navio parte de Buenos Aires com destino ao Rio. A bordo está Cléo, a dançarina cortejada pelo imediato do navio e por um príncipe. Frederico, que viaja sem passaporte, é surpreendido por Azulão, cozinheiro da embarcação. No meio da viagem, um comunicado alerta para a presença de um espião. Para capturá-lo, todos se unem, dando início à uma série de perseguições intercaladas por números musicais. 73 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Cinemateca do MAM: 14h.

‘O escândalo’

“Bombshell.” De Jay Roach (Canadá/EUA, 2019). Com Charlize Theron, Nicole Kidman, John Lithgow, Margot Robbie, Kate McKinnon.

Baseado em fatos. Um olhar revelador do mais poderoso e controverso império de mídia de todos os tempos e da história pulsante das mulheres que afrontaram e derrubaram o infame homem à frente deste império. 108 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Cine Odeon: 19h.

‘No quarto da Vanda’

De Pedro Costa (Portugal/Alemanha/Suíça, 2000). Com Vanda Duarte, Lena Duarte, Zita Duarte, Manuel Gomes Miranda, Diogo Pires Miranda.

Um retrato de Vanda, usuária de drogas residente em Fontainhas, o bairro cabo-verdiano de Lisboa. 171 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos

Ter, 17: Instituto Moreira Salles: 16h30.

‘Touki Bouki — A viagem da hiena’

“Touki Bouki”. De Djibril Diop Mambéty (Senegal, 1973). Com Magaye Niang, Myriam Niang, Aminata Fall, Ousseynou Diop.

Mory é vaqueiro e motociclista. Anta é universitária. Eles se conhecem em Dakar e sonham trocar o Senegal pela França. O filme acompanha a saga dos dois jovens. Eles arriscam a vida tentando atravessar o oceano de areia do deserto, mas este não é o único obstáculo. Vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cannes 1973 É inspiração assumida para artistas contemporâneos da diáspora, como Beyoncé e Jay-Z. 85 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Kinoplex São Luiz 1: 14h.

Première Latina

‘Alelí’

De Leticia Jorge Romero (Uruguai/Argentina, 2018). Com Néstor Guzzini, Mirella Pascual, Romina Peluffo, Cristina Morán.

“Al” representa Alba e Alfredo, “E” vem de Ernesto e “Li”, de Lilian. As iniciais de todos formam o nome na placa, pendurada na casa de praia da família: “Alelí”. São as iniciais de todos, menos Silvana, que nasceu mais tarde. A iminente venda da casa e o luto pela morte do patriarca encontram um clã que parece torcer para que tudo se exploda. 89 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 5: 16h30.

‘Breve história do planeta verde’

“Breve historia del planeta verde”. De Santiago Loza (Argentina/Alemanha/Brasil/Espanha, 2019). Com Romina Escobar, Paula Grinszpan, Luis Soda.

Pedro, Daniela e Tania vão revelar o que há dentro da maleta que carregam: um alienígena roxo do tamanho de uma criança. Os amigos passaram os últimos dias seguindo um mapa deixado pela avó de Tania, que acabou de morrer. Seu último desejo era de que o alien voltasse ao lugar onde aparecera na Terra. Surpresa com a descoberta de que sua avó passara os últimos anos cuidando de um ET, Tania, uma mulher trans, embarca com seus amigos em uma jornada por uma cidade argentina. Vencedor do prêmio Teddy no Festival de Berlim. 74 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 2: 16h15.

‘Terra das cinzas’

“Ceniza negra”. De Sofía Quirós Ubeda (Costa Rica/Argentina/Chile/França, 2019). Com Smachleen Gutiérrez, Humberto Samuels, Hortensia Smith, Keha Brown.

Selva tem 13 anos e mora em uma cidade costeira do Caribe. Após a súbita morte da única figura materna que conhece, ela se torna responsável pelos cuidados com o avô, que já não tem vontade de viver. Entre sombras e jogos inusitados, Selva pensa se deve ajudar o avô a realizar seu desejo, apesar de saber que isso talvez signifique passar sozinha os últimos momentos da infância. 80 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 4: 19h.

‘Vida de doleiro’

“Así habló el cambista”. De Federico Veiroj (Uruguai/Argentina, 2019). Com Daniel Hendler, Dolores Fonzi, Luís Machín, Germán De Silva, Benjamín Vicuña.

Uruguai, 1975. O excêntrico e estranhamente simpático Humberto Brause se dedica de maneira furiosa a operações de câmbio em um empreendimento mantido por seu sogro. Humberto não demora a se deixar levar por sua ambição, esmagando tudo e todos em seu caminho — exceto Gudrun, sua mulher mais do que durona. Quando finalmente assume o comando do negócio de família, ele aceita uma missão arriscada: lavar a maior quantidade de dinheiro que já viu na vida. 97 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 2: 21h30.

Midnight

‘The Capote tapes’

De Ebs Burnough (Reino Unido, 2019).

“Answered Prayers” (Orações respondidas) era para ser a obra-prima de Truman Capote, um retrato épico da reluzente alta sociedade de Nova York. Em vez disso, foi o que provocou a sua derrocada. Através de material de arquivo de áudio inédito e entrevistas com amigos e inimigos de Capote, este documentário íntimo revela a ascensão e queda do escritor gay mais icônico da América. 91 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 5: 17h10.

‘A jaqueta de couro de cervo’

“Le Daim”. De Quentin Dupieux (França, 2019). Com Jean Dujardin, Adèle Haenel, Albert Delpy e Pierre Gommé.

Georges acabou de se separar e parece estar passando por uma crise de meia-idade. Depois de esquecer sua jaqueta no banheiro de uma estrada, ele chega à casa de um hippie que, por um valor exorbitante, lhe vende uma jaqueta vintage de couro de cervo e uma câmera de vídeo. Ninguém diria que essa jaqueta velha é uma roupa atraente, mas, para Georges, foi amor à primeira vista. Com o coração partido e as finanças congeladas, ele embarca em uma odisseia pessoal — tendo a jaqueta como seu Sancho Pança. 77 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Botafogo 1: 16h40.

‘Os mortos não morrem’

“The dead don’t die”. De Jim Jarmusch (EUA/Suécia, 2019). Com Bill Murray, Adam Driver, Tilda Swinton e Chloë Sevigny.

Na pacata Centerville, algo está errado: a lua cheia permanece no céu, as horas do dia estão cada vez mais imprevisíveis e os animais têm comportamento estranho. As notícias são assustadoras e os cientistas estão preocupados. Mas ninguém podia prever que os mortos se levantariam de suas covas e atacariam os vivos. 103 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Kinoplex Tijuca 5: 21h.

Itinerários únicos

‘Cidadão K’

“Citizen K”. De Alex Gibney (Reino Unido/EUA 2019).

Uma vigorosa e reveladora exposição da Rússia contemporânea através da perspectiva de Mikhail Khodorkovsky, oligarca que já esteve no centro do poder. Quando bate de frente com o presidente Vladimir Putin, ele é despojado de suas riquezas, preso e exilado. 128 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 1: 14h30.

‘Cunningham’

De Alla Kovgan (Alemanha/EUA /França, 2019)

Experiência cinematográfica em 3D sobre o coreógrafo americano Merce Cunningham. O filme acompanha sua evolução artística ao longo de três décadas de risco e descoberta. 93 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 5: 19h.

‘O desaparecimento de minha mãe’

“Storia di B, a scomparsa di mia madre”. De Beniamino Barrese (Itália, 2019).

Benedetta Barzini quer desaparecer. Ícone fashion nos anos 1960, ela se tornou musa de Andy Warhol, Salvador Dalí e Richard Avedon. Feminista, lutou pelos direitos da mulher. Aos 75 anos, está farta dos papéis que a vida lhe impôs. 93 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Ipanema 1: 17h.

‘Madame’

De André da Costa Pinto, Nathan Cirino (Brasil, 2019).

A história de Camille Cabral, mulher trans nordestina, primeira brasileira eleita na França. Na defesa dos direitos humanos, ela dedica sua vida em favor das transexuais e profissionais do sexo. 80 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 4: 15h.

‘Movimentos do invisível’

De Flavia Guayer, Leticia Monte (Brasil, 2019).

Angel Vianna, pioneira da dança contemporânea brasileira, coreógrafa, teórica, educadora e militante da consciência corporal, revisita, aos 90 anos, seu trabalho e sua história. 75 minutos. Livre.

Ter, 17: Estação NET Rio 4: 17h.

‘Quatro dias com Eduardo’

De Victor Hugo Fiuza (Brasil, 2019).

São Paulo, eleições municipais de 2016. O filme acompanha o último final de semana de campanha do ex-senador Eduardo Suplicy, então candidato a vereador. 76 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 3:15h15.

‘O que ela disse: as críticas de Pauline Kael’

“What she said: the art of Pauline Kael”. De Rob Garver (Canadá, 2018).

Pauline Kael fez fama como crítica de cinema da revista “New Yorker". Com mais de 40 entrevistas e material de arquivo inédito, o documentário é o retrato sem retoques de uma pioneira. 95 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 5: 21h30.

‘A última gravação’

De Isabel Cavalcanti, Célia Freitas (Brasil, 2019).

O ator Sergio Britto, dos 86 aos 88 anos de idade, enfrenta desafiante processo criativo com a diretora Isabel Cavalcanti em um espetáculo de Samuel Beckett. Um dramático acidente ocorre em meio às filmagens e evidencia a paixão do artista pelo teatro. 81 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 1 e 2: 18h.

‘XY Chelsea"

“XY Chelsea”. De Tim Travers Hawkins (Reino Unido, 2019). Com Chelsea Manning, Nancy Hollander, Vincent J. Ward.

Depois de provocar o maior vazamento de informações secretas da história dos Estados Unidos, o ex-soldado que atende pelo nome de Chelsea Manning, hoje uma mulher trans, supostamente passaria o resto da vida atrás das grades numa prisão militar masculina. Em 2017, o presidente Barack Obama comutou sua sentença. 92 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 2: 15h.

Première Brasil

LONGAS De FICÇÃO

‘Acqua movie’

De Lírio Ferreira (Brasil, 2019). Com Alessandra Negrini, Antonio Haddad, Guilherme Weber, Marcélia Cartaxo.

Cícero, de 12 anos, depara-se com seu pai, Jonas, morto no banheiro de casa, vitimado por um infarto. Sua mãe está filmando um documentário na Floresta Amazônica. A mãe retorna para o funeral, em São Paulo. Ao chegar, Cícero a convence a levar as cinzas de seu pai para sua cidade natal, no Nordeste. 105 minutos. Livre

Ter, 17: Cine Odeon: 16h.

‘Aos nossos filhos’

De Maria de Medeiros (Brasil/França, 2019). Com Laura Castro, Marieta Severo, Cláudio Lins e José de Abreu e Marta Nóbrega.

Vera, uma ex-combatente da ditadura militar que viveu em diversos países da América do Sul, é mãe de Tânia, que, casada com outra mulher há 15 anos, está grávida do primeiro filho. 107 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 3 e 5: 19h.

‘Breve miragem de sol’

De Eryk Rocha (Brasil/França/Argentina, 2019). Com Fabricio Boliveira, Barbara Colen, Cadu N. Jay.

Recém-divorciado e desempregado, Paulo começa a trabalhar como taxista para pagaras contas e a pensão atrasada do filho. Enquanto dirige à noite pelas ruas do Rio, histórias dos passageiros conectam-se com a sua própria. Mesmo que cada um tenha um destino diferente, ao fim é sempre Paulo que está no comando do volante, esperando por dias melhores. 96 minutos. Livre

Ter, 17: Cine Odeon: 13h.

‘Carlinhos e Carlão’

De Pedro Amorim (Brasil, 2019). Com Luis Lobianco, Thiago Rodrigues, Thati Lopes, Luiz Miranda, Marcelo Flores.

Carlão é preconceituoso e trabalha em uma concessionária de carros com Cadinho, Zeca e Antunes. Nas conversas entre eles, Carlão se vangloria de ser o maior entendedor de futebol e mecânica, tudo em meio a piadas preconceituosas. Quando Evaristo é alvo de agressões verbais, ele o tranca em um armário mágico. De lá sai Carlinhos, alter ego homossexual que assume o corpo de Carlão. 93 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Roxy 1: 19h. Reserva Cultural 1: 21h.

‘Fim de festa’

De Hilton Lacerda (Brasil, 2019). Com Irandhir Santos, Suzy Lopes, Gustavo Patriota, Hermila Guedes.

Voltando antecipadamente das férias para investigar o assassinato de uma jovem turista francesa, Breno se depara com possíveis espelhamentos de sua própria história, da qual não consegue se desvencilhar. Buscando desvendar o crime, vê em seu filho uma chance de se reinventar numa cidade partida e melancólica. 94 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Kinoplex São Luiz 1: 21h30.

‘Sofá’

De Bruno Safadi (Brasil, 2019). Com Ingrid Guimarães, Chay Suede, Nizo Neto, Laura Neiva, João Pedro Zappa, Guilherme Piva, Bruce Gomlevski, Gustavo Novaes, Luli Carvalho.

Numa espécie de paródia, Joana D’Arc, ex-professora da rede pública, tenta recuperar sua casa, perdida para a Prefeitura. A trajetória é compartilhada pelo pescador pirata Pharaó. 67 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 3 e 5: 21h40.

‘Terminal Praia Grande’

De Mavi Simão (Brasil, 2019). Com Áurea Maranhão, Rafael Lozano, Tieta Macau, Jorge Choairy.

Catarina decide deixar São Luís para iniciar uma vida desconhecida. Ao preparar sua festa de despedida, reencontra Francisco, com quem teve uma relação — interrompida em seu auge, quando ele desapareceu, anos antes. Na festa, Catarina sublima a situação tomando um porre e, no dia seguinte, tem que decidir seu destino. 74 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

Ter, 17: Estação NET Rio 3: 17h.

‘A torre’

De Sérgio Borges (Brasil, 2019). Com Enrique Diaz, Caio Horowicz e Maeve Jinkings.

André se isola numa floresta. E terá que enfrentar seus fantasmas para seguir adiante. 72 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 1: 18h.

LONGAS DOCUMENTÁRIO

‘Amazônia Sociedade Anônima’

De Estevão Ciavatta (Brasil, 2019).

Diante do fracasso do governo brasileiro em proteger a Amazônia, índios e ribeirinhos, em uma união inédita liderada pelo Cacique Juarez Saw Munduruku, enfrentam máfias de roubo de terras e desmatamento ilegal para salvar a floresta. 73 minutos. Livre

Ter, 17: Kinoplex São Luiz 1: 19h.

‘Casa’

De Letícia Simões (Brasil, 2019).

A volta de uma filha ausente à cidade onde nasceu, com medo de uma crise de sua mãe bipolar, é o gatilho para uma reaproximação familiar. 93 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Ter, 17: Estação NET Gávea 1 e 2: 20h15.

‘Outubro’

De Maria Ribeiro, Loiro Cunha (Brasil, 2019).

A uma semana da eleição presidencial de 2018, a atriz Maria Ribeiro decidiu registrar aqueles dias de um país dividido. O documentário faz um paralelo entre esta crise e o fim de um casamento. 79 minutos. Livre.

Ter, 17: Estação NET Rio 3: 20h.

‘Partida’

De Caco Ciocler (Brasil, 2019).

Diante do resultado da última eleição no Brasil, uma atriz decide candidatar-se ela mesma à presidência e juntar-se a uma trupe numa viagem em defesa de passar a virada do ano nos braços do ex-presidente do Uruguai Pepe Mujica. 93 minutos. Não recomendado para menores de 10 anos.

Ter, 17: Instituto Moreira Salles: 14h.

Geração

‘Raia 4’

De Emiliano Cunha (Brasil, 2019). Com Bridia Moni, Kethelen Guadagnini, Fernanda Chicolet, Rafael Sieg e José Henrique Ligabue.

Amanda é uma nadadora pré-adolescente. O conflito com os pais, as pressões do esporte e da fase da vida, tudo parece se acumular no entorno de Amanda, que acaba se aproximando de Priscila, uma colega de equipe. 96 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

Ter, 17: Cinemateca do MAM: 17h.