Festival traz filmes, teatro e música com foco na diversidade

·1 min de leitura

Vai até o próximo dia 21 de novembro a 29ª edição do Festival Mix Brasil, com filmes, espetáculos teatrais e shows musicais dedicados à diversidade. Neste ano, o festival é realizado em formato híbrido – virtual e presencial. A programação, toda gratuita, pode ser vista em cinco espaços culturais da cidade de São Paulo, com protocolos sanitários e exigência de comprovante de vacinação. Também haverá transmissão dos eventos pela internet.

Serão exibidos 117 filmes de 28 países e de todas as regiões do Brasil. O cantor Ney Matogrosso, homenageado com o prêmio Ícone Mix, terá a trajetória apresentada em cinco filmes nacionais, entre eles, Ney à Flor da Pele, de Felipe Nepomuceno, e Ralé, de Helena Ignez. Também poderão ser vistos longas-metragens nacionais, como Deserto Particular, de Aly Muritiba, e Deus Tem Aids, de Fábio Leal e Gustavo Vinagre.

Nos palcos, entra em cartaz durante a mostra o espetáculo Ele, de Oliver Olívia, em que contracenam dois homens casados na vida real – um cis e o outro transgênero. A peça acontece a partir de jogos performativos que ambos realizam em conjunto. A pandemia aparece no centro da trama de O que Resta, de Thiago Vilanova e Edson Thiago Rossi, em que dois amantes discutem as identidades indígena e transexual.

O encerramento, na noite do dia 21, será feito pela cantora Raquel, uma das integrantes do trio As Baías.

A programação completa pode ser acessada na página do festival

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos