Festival Utopia de arte contemporânea invade Lille, no norte da França

Prepare-se para embarcar numa Utopia. Começa neste sábado (14), no norte da França, a 6ª edição do projeto Lille 3000. A capital europeia da cultura de 2004 recebe mais de 50 exposições, metamorfoses urbanas, espetáculos e conferências. O evento, que vai até o dia 2 de outubro, reúne artistas estrangeiros e brasileiros em torno do tema natureza.

Maria Paula Carvalho, enviada especial da RFI a Lille

Assim que desembarca na estação de trem Lille Flandres, o visitante se depara com uma obra monumental da artista portuguesa Joana Vasconcelos. A escultura inflável, recoberta de lã e tecido, fica suspensa sobre o terminal de passageiros e homenageia três figuras femininas da França: a escritora Simone de Beauvoir (1908-1986), Simone Veil (1927-2017) e Simone Hérault (1950), atriz que ficou conhecida como a voz que anuncia as partidas e chegadas da Companhia Ferroviária Francesa.

Alguns passos a mais, e chegamos à avenida principal, agora tomada pelos seres imaginários do artista finlandês Kim Simonsson. Em formato gigante, esses duendes e fadas em cor verde vibrante chamados de “peuple de mousse” indicam que Lille foi invadida pelas criações e o imaginário de artistas do mundo todo.

Numa das praças, o visitante se depara com os “Minitos” de Jean-François Fourtou. São esculturas com cabeças de legumes, inspiradas na série “Nanitos”, que o artista realiza há vários anos. Tudo começou com uma história que ele contava para a sua filha sobre personagens que viviam no jardim, cavando labirintos e ajudando a cuidar da horta.


Leia mais

Leia também:
Músico brasileiro quer transformar Lille em capital do choro
Art Basel foi escolhida para organizar próximas feiras de arte contemporânea de Paris
Novo espaço de arte contemporânea em Paris marca volta da vida cultural após lockdown

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos