Fevereiro não teve seca extrema pela primeira vez desde 2015

Jonas Valente – Repórter Agência Brasil

O mês de fevereiro não teve seca extrema pela primeira vez desde 2015. Foi o que identificou o projeto Monitor da Seca, da Agência Nacional de Águas (ANA). As chuvas do mês passado em diversos estados contribuíram para este resultado, reduzindo as áreas em que a seca extrema normalmente se manifesta. O mês foi marcado por enchentes em diversos estados, como Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em relação a janeiro, houve diminuição de regiões de seca nos estados da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Piauí e Rio Grande do Norte. Nesses mesmos estados, a seca mudou qualitativamente, ficando menos grave. Esse fenômeno ocorreu também em Pernambuco, Paraíba, Sergipe e Tocantins. O estado de Alagoas, contudo, continuou com seca extrema também em fevereiro.

O Monitor das Secas não verifica todo o território brasileiro. O projeto acompanha a situação de toda a Região Nordeste, além de Tocantins, Minas Gerais e Espírito Santo. Ainda neste ano, a previsão é que Goiás e Rio de Janeiro passem a ser monitorados também.