Fiéis prestam tributo a Bento XVI

O Vaticano abriu as portas da Basílica de São Pedro para que os católicos prestem a última homenagem a Bento XVI, o Papa Emérito que faleceu no sábado.

Estima-se que milhares de pessoas passem por aqui para prestar tributo ao Sumo Pontífice que liderou a Igreja Católica por quase oito anos.

Não foi um Papa consensual, no entanto muitos admiram como reforçou os valores católicos tradicionais.

A Irmã Viviana Escalante carequita que o Papa emérito "era uma grande pessoa e humilde. Todos conseguiam compreendê-lo".

"Eu diria que ele não teve medo de enfrentar as questões de hoje. Ele era muito aberto, a esse respeito", afirma a diretora-geral da organização "Mulheres Consagradas do Regnum Christi", Nancy Nohrden.

Já o sacerdote Ante Vrhovac considera que Bento XVI "foi um inovador principalmente porque foi o guardião do que a fé da igreja foi durante dois mil anos".

Os fiéis têm três dias para se despedir de Bento XVI.

O funeral está marcado para quinta-feira, com uma missa presidida pelo Papa Francisco às 9h30 hora local, menos uma hora em Lisboa.