Fifa anuncia parcial de 500 mil ingressos vendidos para a Copa do Mundo Feminina

A Fifa anunciou uma nova atualização sobre o total de ingressos vendidos para a Copa do Mundo Feminina de 2023. De acordo com a entidade máxima do futebol, o torneio ultrapassou a venda de 500 mil ingressos na semana passada, com a partida mais disputada sendo a final de 20 de agosto no Stadium Australia em Sydney/Gadigal.

O Mundial Feminino será realizado na Austrália e na Nova Zelândia, entre julho e agosto de 2023. E, além dos países-sede, Estados Unidos, Inglaterra, Qatar, Alemanha, China, Canadá, Irlanda e França são os maiores compradores de ingressos para a Copa do Mundo até agora.

"As vendas de ingressos para a Copa do Mundo tiveram um ótimo começo e não são apenas os torcedores na Austrália e Nova Zelândia comprando ingressos! Isso destaca a atração fantástica do futebol feminino e a paixão que evoca entre os fãs globais de futebol, que querem fazer parte da Copa do Mundo.", disse Fatma Samoura, secretária geral da Copa do Mundo feminina.

Os ingressos estão disponíveis para venda a partir de US$ 20 dólares (cerca de R$ 103, pela cotação atual) para adultos e US$ 10 dólares, para crianças, e podem ser adquiridos pelo site da Fifa.

O Brasil está no Grupo F da competição e enfrenta a França e a Jamaica na primeira fase. O outro adversário brasileiro será definido em playoffs, que serão disputados entre 17 e 23 de fevereiro. A sequência da seleção feminina no Mundial será o cruzamento com o Grupo H, que tem a Alemanha como cabeça de chave, além de Marrocos, Colômbia e Coreia do Sul.

A Copa contará pela primeira vez com 32 seleções, oito a mais do que em 2019, na França. A disputa começa em 20 de julho e vai até 20 de agosto. E o Brasil busca o título inédito, tendo como melhor resultado um vice-campeonato para a Alemanha em 2007.