Fifa atende pedido da CBF e veta escalação de brasileiros na Inglaterra e Rússia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* Moscou, , Russia, 27-06-2018:  Copa Russia 2018. Brasil e Servia jogam no  estadio Spartak, em Moscou.Gabriel Jesus durante lance (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
*ARQUIVO* Moscou, , Russia, 27-06-2018: Copa Russia 2018. Brasil e Servia jogam no estadio Spartak, em Moscou.Gabriel Jesus durante lance (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRES) - Cinco clubes ingleses e o Zenit (Rússia) não poderão escalar seus jogadores brasileiros chamados por Tite na última convocação para as Eliminatórias.

A punição vale até a próxima terça-feira (14) e se dá após as equipes impedirem os atletas de viajar para jogar pelo Brasil.

Alison, Fabinho, Firmino (todos do Liverpool), Raphinha (Leeds United), Fred (Manchester United), Thiago Silva (Chelsea), Ederson, Gabriel Jesus (ambos do Manchester City) Malcom e Claudinho (Zenit) estão proibidos de atuar neste final de semana.

Fred, Thiago Silva, Malcom e Claudinho também estão vetados da primeira rodada da Champions League. Manchester United, Zenit e Chelsea jogam na terça-feira.

De acordo com o diário britânico The Times, os times ingleses vão apelar da decisão por acreditarem não haver embasamento jurídico. Uma das alegações é que a medida impacta a justiça esportiva da liga nacional e do torneio europeu.

A restrição às agremiações russas foi revelada pelo jornalista brasileiro Fabio Aleixo, que mora em Moscou.

A CBF abriu mão de fazer a mesma reclamação com relação a Richarlison, também não liberado pelo Everton (ING). A Confederação tem bom relacionamento com o clube inglês, que permitiu que ele disputasse as Olimpíadas de Tóquio, mesmo sem a obrigação para isso.

Os 11 atletas foram convocados por Tite para a rodada tripla das Eliminatórias sul-americanas. O Brasil derrotou o Chile, teve o jogo contra a Argentina suspenso por ação da Anvisa (que não permitiu a presença de Martínez, Lo Celso, Buendía e Romero em campo) e nesta quinta-feira (9) enfrenta o Peru.

Os clubes não liberaram os atletas por causa de restrições impostas a quem viaja de países sul-americanos para a Europa, devido à Covid-19. Se viajassem ao Brasil, quando voltassem ao Reino Unido ou à Rússia, eles teriam de cumprir quarentena de duas semanas.

Os dirigentes brasileiros se irritaram mais ainda com o fato de que a Argentina contou com quatro nomes que disputam a Premier League. Justamente o quarteto impedido pela Anvisa de atuar. Martínez e Buendía tiveram autorização do Aston Villa. Lo Celso e Romero embarcaram à revelia do Tottenham Hotspur.

Chile, México e Paraguai também pediram à Fifa punição semelhante a times europeus que não liberaram seus atletas convocados.

O problema pode voltar a se repetir em outubro, quando acontecem mais três rodadas das Eliminatórias na América do Sul. O Brasil vai visitar Venezuela (dia 7) e Colômbia (10) e receber o Uruguai (14).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos