Fifa 'exclui' Mundial de Clubes do orçamento e sinaliza que torneio pode não acontecer em 2022

O Globo
·1 minuto de leitura

Após reunião de seu conselho no último dia 19, a Fifa divulgou seu balanço financeiro de 2020 e o orçamento previsto para a temporada de 2022. Em meio às previsões financeiras para torneios como a Copa do Mundo do Qatar e torneios de base femininos e masculinos, chama a atenção uma ausência significativa: o Mundial de Clubes.

A Fifa não confirmou oficialmente, mas já há sinais de que o torneio pode não acontecer em 2022. Além da ausência de previsão orçamentária, a entidade enfrenta um problema de calendário devido à pandemia do novo coronavírus. Vale lembrar que o presidente da entidade, Gianni Infantino, tem como objetivo implementar um novo formato para o torneio, com 24 clubes e realização a cada quatro anos. Este seria adotado já em 2021, na China, no espaço de datas da descontinuada Copa das Confederações, mas a pandemia adiou os planos.

— Já decidimos que o novo Mundial de clubes terá 24 equipes de todos os continentes. Ainda temos que trabalhar no processo de encontrar datas, e esse não é um desafio fácil, ainda mais em um período em que tudo está parado por conta da pandemia. Se tivermos de esperar mais um ano, assim faremos — afirmou Infantino, em entrevista à agência de notícias AFP, em fevereiro.

Organizado anualmente pela entidade desde 2005, o torneio tem edição marcada para o Japão em dezembro. Esta, segundo declarações anteriores do presidente, será a última edição no formato tradicional da competição, com sete clubes.