Fifa instaura processo disciplinar contra treinadores do Gabão por abuso de menores

A Comissão de Ética da Fifa instaurou na última terça-feira um processo disciplinar contra três treinadores e um dirigente do Gabão, após investigação preliminar. Os profissionais foram acusados de abuso de menores.

Ainda em 2021, a entidade iniciou procedimentos preliminares diante das acusações. O ex-treinador da equipe sub-17, Patrick Assoumou Eyi, já estava suspenso provisoriamente. Triphel Mabicka e Orphée Mickala e o presidente da liga gabonesa, Serge Ahmed Mombo, são os outros suspensos até o momento.

Todos receberam suspensões provisórias de 90 dias, não podendo participar de nenhuma atividade relacionada ao futebol, administrativa ou de caráter esportivo, durante esse período. A pena vale tanto no âmbito nacional quanto no internacional. O processo corre também na justiça do país.

Em dezembro, o "The Guardian" revelou o caso envolvendo Eyi. De acordo com as vítimas ouvidas pelo jornal inglês, o ex-treinador que atraia os jovens, chamava sua casa de "Jardim do Éden".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos