Fifa pede que Uruguai retire estrelas de seu uniforme; entenda

·1 minuto de leitura

A Fifa pediu que o Uruguai retire duas das quatro estrelas que adornam o seu escudo no uniforme celeste. A entidade intimou a fornecedora de material esportivo da seleção, a Puma, a não bordá-las mais sob argumento de que o país tem apenas dois títulos mundiais.

Vencedor das Copas de 1930 e 1950, o Uruguai entende que as conquistas nos Jogos Olímpicos de 1924 e 1928, organizados pela Fifa, também são mundiais. A federação uruguaia de futebol (AUF) está organizando um dossiê para submeter à entidade a fim de convencê-la de seus quatro títulos.

Segundo o diretor de competições da AUF, Jorge Casales, a decisão se aplicaria a partir do Mundial do Catar, no no que vem. Em entrevista à imprensa local, ele afirmou que a federação vai buscar apoio da Associação de Historiadores e Investigadores do Futebol Uruguaio para respaldar sua posição.

- Queremos demonstrar que o Uruguai foi campeão do mundo quatro vezes, por mais que não se disputassem Copas do Mundo antes de 1930 - disse o dirigente à rádio Sport 890.

A argumentação uruguaia se baseia no fato de a própria Fifa permitir por mais de duas décadas que a seleção celeste usasse as quatro estrelas em seu escudo. Uma reunião com a cúpula da entidade está prevista para os próximos dias.

"A Fifa sempre reconheceu, inclusive publicamente, que o Uruguai tem quatro Copas do Mundo porque em 1924 e 1928 foi organizado pela Fifa e foi em 1930 que decidiram fazer os campeonatos de forma independente", disse Gaston Tealdi, vice-presidente da AUF, em comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos