Fila de espera por leitos de UTI para Covid-19 no estado do Rio aumenta dez vezes em menos de duas semanas

Luã Marinatto
·2 minuto de leitura

A medida da aceleração da pandemia no estado do Rio é comprovada pelos números. Dados divulgados na noite desta sexta-feira no Painel Covid-19, atualizado pela Secretaria estadual de Saúde, apontam para uma fila de 634 pacientes aguardando leitos de UTI exclusivos para a doença, levando a marca a atingir o patamar máximo pela quarta vez consecutiva. Foi, também, o 13º dia seguido de alta na lista de espera por tratamento intensivo. Em 13 de março, quando a escalada teve início, havia apenas 64 pessoas no aguardo de uma vaga. Em menos de duas semanas, portanto, o total de pacientes na fila por UTIs aumentou praticamente dez vezes.

No mesmo período, a quantidade de doentes à espera de leitos de enfermaria dedicados ao coronavirus também cresceu exponencialmente. Há 13 dias, eram 55 pacientes nessa condição. Hoje, a lista soma 236 pessoas, em um aumento de 329%. O número, entretanto, apresentou ligeira queda na comparaçao com a última quarta-feira, quando havia 276 pacientes aguardando por enfermarias no estado.

A situação dramática também se reflete no índice de ocupação das UTIs para Covid-19 no Rio, que já chegou, nesta sexta-feira, a 92%. No caso das enfermarias, 78% delas encontram-se em utilização neste momento. O panorama e ainda mais crítico na capital, onde 95% dos 693 leitos intensivos estão em uso, além de 88% das vagas de enfermaria.

Nesta quinta-feira, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, prometeu que abrirá 500 novos leitos para tratar pacientes com Covid-19 nos hospitais federais do Rio. No entanto, ele não especificou se os leitos serão de enfermaria ou UTI, nem em quais unidades serão instalados.

Já o governador em exercicio do Rio, Cláudio Castro, anunciou a abertura de um total de 900 novos leitos nas próximas duas semanas. Além das vagas negociadas junto ao governo federal, Castro afirmou que viabilizará 200 leitos na própria rede estadual, além de 180 obtidos em unidades particulares, a partir de chamamento público.