Filha de Cristiano Ronaldo vai para casa e português agradece carinho; irmão gêmeo faleceu no parto

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Cristiano Ronaldo foi às redes sociais para dizer que sua filha recém-nascida e a mãe, Georgina Rodríguez, companheira do jogador, foram para casa. O parto ocorreu na segunda-feira (18), quando a família teve de lidar com uma dura perda: o irmão gêmeo da menina morreu durante o procedimento.

"Lar, doce lar. Gio e nossa menina estão finalmente conosco. Nós queremos agradecer a todos pelas palavras e gestos de carinho. O apoio de vocês é muito importante e nós sentimos todo o amor e respeito que vocês têm pela nossa família. Agora é hora de sermos gratos pela vida que acabou de ser bem vinda a este mundo", escreveu CR7.

Cristiano Ronaldo nunca escondeu o desejo de ter sete filhos, seu número preferido, aquele que carrega nas costas quando está em campo. O craque do Manchester United, de 37 anos, estava bem perto da meta: o casal de gêmeos que esperava com a mulher, Georgina Rodríguez, de 28 anos, seriam os herdeiros de número cinco e seis. Mas o menino não sobreviveu ao parto, notícia trágica que o próprio jogador anunciou em suas redes sociais na última segunda-feira.

CR7 já é pai de dois meninos e duas meninas. O primogênito é Cristiano Jr., que nasceu em junho de 2010, nos EUA, enquanto o craque namorava Irina Shayk. A supermodelo russa, no entanto, não é a mãe do menino de 11 anos.

CR7 também é pai dos gêmeos Mateo Ronaldo e Eva Maria, de 4 anos. Eles nasceram de uma barriga de aluguel, nos EUA, em junho de 2017, quando Cristiano já namorava Georgina - o relacionamento começou em 2016, mas tornou-se público oficialmente em janeiro de 2017, quando ele levou a argentina naturalizada espanhola ao Prêmio The Best, da Fifa. A mãe do craque, Dolores Aveiro, foi encarregada de ir buscar os gêmeos e levá-los à Espanha, quando ele ainda atuava pelo Real Madrid.

Depois deles, veio Alana Martina, a primeira filha biológica com Georgina, nascida apenas cinco meses depois, em novembro de 2017 - ela também tem 4 anos hoje.

Por conta da perda familiar, Cristiano Ronaldo foi liberado da partida entre Manchester United e Liverpool, terça-feira. Ele recebeu homenagens de torcedores dos dois times durante o jogo. Ele é aguardado na partida contra o Arsenal, sábado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos