Filha encontra o pai após 54 anos com ajuda do Facebook

Mulher encontra o pai com a ajuda de um grupo no Facebook
Mulher encontra o pai com a ajuda de um grupo no Facebook (Foto:Getty Images)

A cabeleireira Andrea Pacheco Evangelista Farias passou por uma epopeia até conseguir identificar e conhecer o pai, aos 54 anos.

Moradora de Rondonópolis (MT), Andreia se deslocou até Carpina, cidade que fica na zona da mata pernambucana, após voluntários que fazem parte do grupo “Busco Minha Família” terem se mobilizado e encontrado o pai dela, Severino Ramos da Silva.

A viagem em busca de sua história quase não aconteceu porque ela perdeu o horário de embarque, no aeroporto de Congonhas (SP). Antes, ela já havia tentado ir ao encontro do pai outras três vezes, sem sucesso.

Evangélica, Andréa atribui a Deus tudo o que lhe acontece. E foi com esse argumento “pelo amor de Deus”, que ela conseguiu sensibilizar os funcionários da companhia aérea Gol, que viabilizaram sua estadia em um hotel e a colocaram em um outro voo no dia seguinte.

Andrea narrou para o Uol que sua busca pelo seu passado começou em 2020, quando ela conseguiu tirar da mãe algumas dicas sobre o pai, que havia abandonado a genitora quando ela estava grávida de três meses.

Severino foi localizado em abril de 2021, um ano após a morte da mãe da cabeleireira. Com isso, os amigos mais próximos lhe desestimularam. Eles diziam que se ela fosse encontrar o pai , a memória da mãe morta seria ofendida.

Andréa porém passou a ter ainda mais certeza de que devia conhecer o pai, pois o tempo com ele seria limitado. 'Não tem espaço pra raiva, pra angústia. Eu só quero ter um pai, meu pai", alegou.

O encontro aconteceu em 14 de agosto, no Dia dos Pais, mas o caso só ficou conhecido nesta semana.