Filha de Pedro Scooby passa por três cirurgias em dez dias, e Cíntia Dicker posta: 'Força, coragem e proteção'

A modelo Cíntia Dicker usou as redes sociais para compartilhar um texto motivacional após a filha Aurora — que completa, nesta quinta-feira (5), dez dias de vida — passar pela terceira cirurgia. Desde que nasceu, no dia 27 de dezembro de 2022, a bebê permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital no Rio de Janeiro. Cíntia e o surfista Pedro Scooby, pai da criança, não revelaram os problemas de saúde que Aurora enfrenta.

"Quando tudo ao nosso redor parece estar contra nós, existe um mundo espiritual pleno de amor acompanhando cada etapa da nossa caminhada. Mesmo em meio a um deserto, existem forças invisíveis prontas a nos oferecer força, coragem e proteção", publicou Cíntia, por meio dos Stories do Instagram, ao reproduzir um texto intitulado "Mensagem dos anjos", de autoria do terapeuta e astrólogo Yuri de Melo.

"Para de se preocupar!", prossegue a mensagem. "Você está sob a proteção da luz divina! A resolução da sua situação está próxima. Acredite. Persista um pouco mais, pois tudo vai ficar bem", conclui o texto.

Na última quarta-feira (4), Pedro Scooby publicou um vídeo em que aparece chorando ao comentar o estado de saúde da filha recém-nascida. "Hoje está sendo um dia difícil para a Aurora. A moça aqui da porta (do hospital) me falou: 'Vou te dar esse terço benzido para dar sorte para ela'. É isso... Muita oração. Deus está no comando, e vai dar tudo certo", contou Scooby, por meio de rede social.

Na última madrugada, o surfista agradeceu às orações de fãs e atualizou o estado de saúde da caçula. Ele também é pai de Dom, de 10 anos, e dos gêmeos Bem e Liz, de 7, frutos de seu antigo relacionamento com a atriz Luana Piovani.

"Muito obrigado por todas as orações. Aurora passou por um procedimento hoje (quarta-feira, dia 4), mas agora está bem. Se Deus quiser, em breve vamos para casa", escreveu ele, por meio do Instagram, em publicação que trazia uma imagem com a a mão de Pedro segurando o terço que uma funcionária do hospital havia entregado a ele.