Filha de piloto de avião de Marília Mendonça irá processar companhia de energia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A filha do piloto de avião Geraldo Martins de Medeiros Júnior, Vitória Medeiros, pretende processar a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) pelo acidente que levou a queda do bimotor em que estava a cantora de sertanejo Marília Mendonça. Todos que estavam abordo, entre eles Geraldo Martins, morreram. A informação foi divulgada pelo site Metrópoles. 

Os advogados de Vitória Medeiros pretendem argumentar que faltava a devida sinalização nas torres de energia na região do aeroporto em que a aeronave da cantora de sertanejo deveria ter pousado. A Cemig chegou a informar que o avião colidiu com um cabo de energia momentos antes de cair nas proximidades de um riacho. Moradores da região que dizem ter testemunhado o acidente também relataram ter visto a colisão. 

A queda do avião resultou na morte da cantora e de mais quatro pessoas. As demais vítimas do acidente foram seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, além do piloto e copiloto do avião, Geraldo Martins de Medeiros e Tarciso Pessoa Viana, respectivamente.

Filha de piloto de avião de Marília Mendonça irá processar Cemig (Foto: Reprodução/ Instagram)
Filha de piloto de avião de Marília Mendonça irá processar Cemig (Foto: Reprodução/ Instagram)
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos