Filho de Ahmad Massoud segue as pisadas do pai na luta pela liberdade

Filho de Ahmad Massoud segue as pisadas do pai na luta pela liberdade

Ahmad Massoud é, para muitos, um símbolo da luta do Afeganistão pela liberdade e pela soberania. O pai, com o mesmo nome, lutou na década de 80 contra a ocupação soviética e enfrentou os talibã quando assumiram o poder.

A filho, de 33 anos, segue as pisadas do pai. É licenciado em política internacional e representa uma alternativa à realidade atual do país.

Anelise Borges: Logo depois da queda de Cabul escreveu e cito "Estou pronto para seguir os passos do meu pai. Os combatentes mujahideen estão preparados para mais uma vez enfrentar os Talibã. Temos munições e armas que guardamos desde o tempo de meu pai." O que é que aconteceu com esta promessa, com esta luta? Onde está a resistência enquanto falamos, aqui, hoje?

**Ahmad Massoud: "**Fiquei em Cabul e muitas pessoas ficaram em Cabul com uma esperança: Uma transição pacífica. No entanto, infelizmente, o colapso do governo, o erro de cálculo e a intenção dos Talibã de não resolverem o problema do Afeganistão através da paz e do diálogo e, acabarem a perder tempo, fizeram-nos chegar a esta catástrofe.

Desde a tomada do país, Ahmad Massoud lidera uma resistência militar no norte do Afeganistão, mas diz que o apoio não é suficiente. "Nenhuma mente sã diria não, não precisamos de nada. É claro que precisamos de apoio, é claro que precisamos de ajuda", admite Massoud.

O legado tem um peso

Massoud está a ocupar um lugar de um homem que sempre admirou, que é visto como uma lenda e como um símbolo de um país mais livre.

**"**Era um homem muito forte. Tinha esse tipo de carisma, tinha aquela atmosfera à volta dele que fazia sentir as pessoas mais calmas, do género: Nada de mal vai acontecer, porque ele está aqui.", conta. "Lembro-me de tempos muito difíceis e Panjshir estava completamente cercada pelos Talibã, eles vieram e queriam capturar a cidade, e foi muito, muito difícil, mas as pessoas em Panjshir estavam felizes e sorridentes e perguntava-me porquê. Tinham uma expressão que significava: 'O Massoud está aqui’, como quem: Ele está aqui, vai resolver isto. "Se ele conseguiu derrotar os russos, conseguimos ultrapassar isto". Ele era assim. Era um farol de esperança.", descreve o agora líder da oposição.