'Filho do Concorde', avião supersônico da Nasa deve ser lançado em 2021

O avião poderia voar de Londres para Nova York em três horas

WASHINGTON — O avião especial da NASA capaz de voar mais rápido que a velocidade do som, mas sem o característico estrondo do vôo supersônico, está chegando à reta final de produção e foi liberado para a montagem final.

A aeronave será o primeiro avião experimental pilotado da agência espacial americana em mais de três décadas. O projeto é uma parceria com o braço aeroespacial da Lockheed Martin.

A expectativa da NASA é a de que o X-59 QueSST (Quiet SuperSonic Technology, Transporte Supersônico Silencioso em tradução livre) esteja pronto para os primeiros voos teste já no próximo ano, e que o primeiro lançamento aconteça em 2021.

Se tudo sair como o planejado, a aeronave poderá alcançar 1.174 km / h e percorrer o trajeto Londres-Nova York em pouco mais de três horas, reduzindo a mais da metade o tempo atual da viagem.

Apelidado de "Filho do Concorde", o projeto do avião foi proposto pela NASA e aprovado pelas autoridades americanas. Um dos objetivos é justamente o de eliminar o "boom" sonoro que ecoava nas cidades por onde o Concorde passava.