Filho de Bolsonaro fez permuta para se hospedar em "casa dos sonhos"

·1 minuto de leitura
  • Os responsáveis pela "Casa dos Sonhos" cederam uma noite para Jair Renan em troca de um "publipost" no Instagram;

  • Valor da diária no espaço custa R$ 2,5 mil;

  • O filho do presidente é investigado desde março pela PF por tráfico de influência.

Investigado pela Polícia Federal por tráfico de influência, Jair Renan, filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), hospedou-se no início do mês em uma mansão de veraneio em Porto de Galinhas (PE), conhecida como "Casa dos Sonhos", mas por uma permuta com a administração do local.

Segundo reportagem do jornal O Globo, os responsáveis pela "Casa dos Sonhos" cederam uma noite para a estada de Jair Renan em troca de um "publipost" voltado aos 502 mil seguidores dele no instagram.

Leia também

O casarão de veraneio à beira do mar tem dois andares, sete quartos (três suítes), piscina e outros confortos disponíveis para até 20 pessoas. A diária no espaço custa R$ 2,5 mil.

O filho de Jair Bolsonaro passou uma temporada de seis dias passeando pelo Nordeste sem precisar arcar com um centavo sequer. Na mesma viagem, Renan esteve em Recife e Maragogi (AL).

Neste último destino, fez propaganda para o Hotel Areias Belas. Ao jornal O Globo, o local preferiu não informar se fechou parceria nesse mesmo esquema (a diária dos quartos diante do mar, semelhantes ao de Jair Renan, não sai por menos de R$ 500 na temporada atual).

Aos 23 anos, Jair Renan é investigado desde março pela PF por tráfico de influência, sob a suspeita de ter utilizado a proximidade com o governo do pai para beneficiar a si mesmo através da própria empresa de eventos.

A Bolsonaro Jr. Eventos e Mídias tem, entre seus projetos, um camarote no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. O espaço vinha sendo divulgado por meio das redes sociais, mas sumiu delas após o início das apurações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos