Filho de deputado mata a tiros a ex e atual namorado dela em Cuiabá

Segundo delegado, crime foi "altamente pensado"

Filho de deputado confessou ter assassinado o casal - Foto: Reprodução
Filho de deputado confessou ter assassinado o casal - Foto: Reprodução

Um casal foi assassinado a tiros pelo filho de um deputado federal por Mato Grosso. O crime aconteceu na tarde da última quarta-feira (18), em Cuiabá, e o suspeito confessou a autoria.

De acordo com informações do g1, o criminoso é Carlos Alberto Gomes Bezerra, filho do deputado Carlos Bezerra (MDB) e teria agido por ciúmes da ex-namorada.

Crime premeditado

O delegado responsável pela investigação, Marcel de Oliveira, afirmou que o crime foi planejado por Carlos Alberto, que matou o casal por "não aguentar a emoção" de ver a ex com um novo companheiro.

“Podemos constatar que foi algo altamente pensado, articulado, planejado, um crime premeditado”, comentou.

A ex foi identificada como Thays Machado, de 44 anos. Ela e o namorado, Willian César Moreno, 30, foram alvejados quando deixavam o prédio da mãe da mulher no bairro Alvorada.

Fuga e prisão

Segundo a investigação, Carlos Alberto disparou, pelo menos, três vezes em cada um antes de fugir no veículo em que estava. Ele foi encontrado em uma fazenda da família em Campo Verde.

O criminoso foi detido e, imediatamente, confessou o crime. No local, a polícia encontrou o carro usado na fuga e foram confiscados diversos itens, como:

  • Uma pistola

  • Carregadores

  • Celulares

  • Canivete

Ameaça um dia antes

Apenas um dia antes do assassinato, na madrugada de terça-feira (17), Thays buscou o namorado no aeroporto e, quando voltava para casa, foi abordada por Carlos Alberto.

Na ocasião, o ex exibiu um revólver e ameaçou o casal. No dia seguinte, ele mataria as vítimas justamente quando Thays devolvia à mãe o carro com o qual buscou o namorado.

“O fato aconteceu. Ela, muito assustada, mandou áudios para familiares contando o que ocorreu. […] Ele tinha o registro da arma, mas não tinha porte de arma e não poderia andar com ela”, contou o delegado.

Criminoso era violento

Carlos Alberto e Thays namoraram por alguns anos, entre idas e vindas. O relacionamento havia terminado há 45 dias, e a mulher passou a se encontrar com Willian há menos de um mês.

Segundo familiares da mulher, o ex-namorado era "extremamente ciumento e possessivo". Por isso, Thays, inclusive, já havia registrado boletim de ocorrência contra o rapaz.