Filho de mulher morta no Flamengo afirma que outra vítima tinha sofrido ameaças

Crime aconteceu em edifício de luxo no bairro do Flamengo, Zona Sul do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)
Crime aconteceu em edifício de luxo no bairro do Flamengo, Zona Sul do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)

Resumo da notícia

  • Filho de vítima de incêndio no bairro de Flamengo contou que dona do apartamento tinha sofrido ameaças

  • Prestadores de serviço teriam voltado ao local para estorquir Martha Pontes, de 77 anos

  • Martha Pontes e Alice Fernandes da Silva, diarista que trabalhava no local, morreram em incêndio

O filho de uma das vítimas mortas em um apartamento de luxo no bairro do Flamengo, Zona Sul do Rio de Janeiro, revelou que a dona da residência havia sofrido ameaças. As duas morreram durante um incêncio no aparalmento. Ao g1, Diogo Fernandes afirmou que Martha Maria Lopes Pontes sofreu uma tentativa de extorsão por pintores que fizeram um serviço no apartamento.

“Teve ameaça dos pintores contra a Dona Martha”, relevou. Diogo é filho de Alice Fernandes da Silva, de 51 anos, diarista que trabalhava na casa de Martha, de 77 anos. A mulher vivia no 12º andar do edifício, na Avenida Ruy Barbosa.

O homem afirmou que pintores trabalhavam na casa da idosa há três semanas e todo o serviço tinha sido pago. Depois de 15 dias, voltaram para tentar subornar Martha Pontes. Os pedidos de dinheiro continuaram acontecendo.

“Teve outro episódio em que a Dona Martha estava sozinha. Ele foi lá de novo, colocou o pé na porta e a ameaçou, querendo dinheiro. Mas ela não deu”, contou. Na quinta-feira (9), a mãe de Diogo trabalhava no local, quando um pintor, chamado Carlos, apareceu com outro rapaz e disse que queria falar com Martha.

“Aí aconteceu essa tragédia. Eles roubaram os celulares das duas e provavelmente mais coisas.”

Diogo pediu que celeridade das autoridades nas investigações e relevou que as vítimas tinham cortes no pescoço. “Eu só quero que as autoridades competentes prendam esses acusados que fizeram isso com a minha mãe. Isso é uma maldade. São duas pessoas de bem. Que prendam eles. É muita maldade fazer isso com duas mulheres indefesas. Que roubassem tudo o que estava no apartamento, mas não tirassem a vida delas”, disse ao g1.

Câmeras de segurança do edifício flagraram dois homens entrando no prédio por volta das 13h de quinta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos