Filho de Queiroga se apresenta como representante do governo Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Jair Bolsonaro ao lado de Antônio Cristovão Neto, filho de Marcelo Queiroga, conhecido como Queiroguinha (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Presidente Jair Bolsonaro ao lado de Antônio Cristovão Neto, filho de Marcelo Queiroga, conhecido como Queiroguinha (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Resumo da notícia

  • Antônio Cristovão Neto, filho de Marcelo Queiroga, tem se apresentado como membro do governo Bolsonaro

  • Queiroguinha, no entanto, não ocupa qualquer cargo público e é pré-candidato a deputado federal

  • Líder do PSB entrou com ação na PGR para investigação da atitude de Queiroguinha e do pai

Filho do ministro da Saúde Marcelo Queiroga, Antônio Cristovão Neto – conhecido como Queiroguinha –, se apresentou como representante do governo de Jair Bolsonaro (PL), mesmo sem ter nenhum cargo.

Queiroguinha é pré-candidato a deputado federal pelo PL e estudante de medicina. No entanto, segundo o Uol, o filho do ministro tem adotado outra postura. Durante uma agenda na cidade de Sumé, no interior da Paraíba, concedeu uma entrevista a veículos locais e se colocou como parte do governo federal.

“Nós, enquanto representantes do governo federal, precisamos ter um olhar voltado com muita sensibilidade para essa região, que tem um grande potencial na área social, na área educacional e nos recursos hídricos”, declarou, em entrevista dada a Radiocidade Sumé.

No evento do qual Queiroguinha participava, o Ministério da Saúde, chefiado pelo pai dele, anunciou que repassaria R$ 12 milhões para municípios da região do Cariri.

“Na área da Saúde, o prefeito sabe que pode contar com o apoio do ministro Marcelo Queiroga na parte de custeio para as unidades de saúde e também na parte de investimentos, com equipamentos de saúde para a população”, disse.

Queiroguinha também afirmou que corresponderia aos pedidos do prefeito de Sumé e abriria as portas do gabinete do pai dele. “O nosso governo, eu gostaria de reafirmar aqui, o governo federal, está ao lado dos municípios e do Nordeste”, repetiu outra vez, como se fosse integrante do governo.

Uma semana depois, o jornal O Globo revelou que o prefeito de Sumé, Eder Duarte, esteve com Marcelo Queiroga, em reuniões que não estavam na agenda oficial do ministro da Saúde. Apesar da promessa cumprida, Queiroguinha negou que tenha interferido.

“Eu nunca falei em nome do governo federal. Minha atuação como pré-candidato a deputado federal tem respeitado integralmente a lei eleitoral”, declarou ao jornal O Globo.

O Ministério da Saúde foi procurado pelo Uol, mas a pasta não se manifestou sobre o assunto.

Segundo o portal, na última semana o deputado federal Bira do Pindaré, líder do PSB, protocolou na Procuradoria-Geral da República um pedido de abertura de processo para que sejam investigados tanto Marcelo Queiroga quando o filho, Antônio Cristovão Neto. A suspeita é de improbidade administrativa e infração à lei eleitoral.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos