Filho fala de recuperação de Rita Lee e entrega apelido dado pela cantora para a doença: 'Cura me emociona'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

"Quero mais saúde", canta Rita Lee. Ainda mais agora que a cantora recebeu a notícia da cura do câncer de pulmão. A notífica foi compartilhada por fãs da cantora. E, agora, Beto Lee entrega detalhes do processo. Para o artista, o bom humor da mãe foi fundamental.

"A cura da minha mãe me emocionou pra caramba. Melhor notícia de todos os tempos. Manteve a cabeça erguida, com vontade de lutar e encarou tudo com seu bom humor habitual, tanto que apelidou o tumor de "Jair". That’s Rita", escreveu no Instagram.

Beto também aproveitou a publicação para celebrar a recuperação de Branco Mello, baixista do Titãs, que teve câncer na faringe.

"Muito feliz com a recuperação dessas duas figuras que amo muito. Ver Branco em ação, no palco com Britto e Tony foi mágico! Um verdadeiro guerreiro, um highlander! Brancão você é foda!"

Carinho dos amigos

Famosos têm usado as redes sociais para celebrar o fato e enviar recados positivos para Rita Lee. "Roberto, fiquei muito feliz com a notícia que acabei de ler, diga a Rita da minha felicidade e diga a ela também do enorme amor que sinto por ela", escreveu Ney Matogrosso, em mensagem publicada no Instagram.

O cantor Gilberto Gil compartilhou a notícia ao som da música "Refestança", que batizou uma turnê de sucesso da dupla em 1977. O baiano é padrinho de Roberto, primeiro filho de Rita Lee. O músico Liminha também fez deixou uma mensagem para ela: "Muito contente de saber q Rita está bem", ele comentou.

Em maio de 2021, a cantora foi diagnosticada com um tumor primário no pulmão esquerdo após exames de rotina. De lá pra cá, ela se submeteu a sessões de imunoterapia e radioterapia, duas formas de tratar a doença, uma das mais comuns no Brasil. Onze meses depois, recebeu a notícia de que está 100% curada.

Segundo estimativas de 2020 do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer no pulmão é o terceiro mais comum em homens (depois de próstata e cólon e reto) e o quarto em mulheres (depois de mama, cólon e reto e colo do útero). O Inca afirma que esse tipo de tumor é o primeiro em todo o mundo desde 1985, tanto em incidência quanto em mortalidade.

Em rara entrevista (em setembro de 2021) — a primeira desde que recebeu o diagnóstico —, a cantora disse ao Extra que mantinha a energia e o bom humor, mesmo sob tratamento quimioterápico.

— Fiz um pacto com o universo, com o Criador, com os 'seres de luz', de que ia segurar a barra de ter um câncer no pulmão. Fiz a radioterapia e agora faço quimioterapia. Os exames estão ótimos. Mas fácil não é — declarou, à época.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos