Filho fica revoltado ao encontrar empreendimento imobiliário a 30 centímetros do túmulo dos pais

“Meus pais queriam descansar em paz, e não ao lado de um canteiro de obras,” disse Bill (SWNS)

Um homem ficou “revoltado” após visitar o túmulo de seus pais e encontrar um empreendimento imobiliário sendo construído “praticamente em cima” do local de seu descanso final.

Bill Higging, de 64 anos, “não conseguiu acreditar” quando foi ao cemitério antes do Natal e descobriu que uma fileira de casas havia sido construída a apenas trinta centímetros do túmulo compartilhado de seus pais.

As sete casas haviam sido construídas ao lado do cemitério rural da igreja de Saint Michael em Waters Upton, Shropshire, na Inglaterra, onde os pais de Bill, Morris e Irene, foram sepultados.

As propriedades estão quase finalizadas e a parede de uma das casas fica a apenas 30 centímetros do túmulo do casal.

A construção das sete novas casas está quase finalizada (SWNS)

Bill, que vive com sua esposa Christine, de 60 anos, na cidade de Wellington, disse que o empreendimento arruinou o cemitério rural, que antes era pacato e tranquilo.

Ele, que é engenheiro mecânico aposentado, acrescentou: “Minha mãe e meu pai moravam em Bristol, mas meu pai nasceu em Shropshire e disse que queria voltar quando se aposentasse”.

“Quando eles retornaram, nos anos 70, a região era uma vila calma e agradável. Eles escolheram ser enterrados aqui por causa da vista encantadora que o cemitério tem das colinas de Shropshire”.

“Eu costumo vir aqui em ocasiões especiais, como no Dia das Mães, Dia dos Pais, Natal e no dia dos aniversários deles”.

“Eu gosto da paz e do silêncio, e até trouxe um banco para que as pessoas pudessem se sentar quando visitassem o túmulo de seus parentes”.

“Mas como todas as pessoas mais velhas da vila morreram, os jovens vieram e transformaram o local em um canteiro de obras”.

Bill disse: “Eu fico muito triste e chateado com isso. Eu não gosto mais de vir ao cemitério.” (SWNS)

E acrescentou: “Quando vim deixar flores no túmulo, eu não consegui acreditar. Havia uma propriedade praticamente em cima de onde meu pai e minha mãe estão enterrados”.

“Uma das casas está a apenas 30 centímetros do lote deles. Se os construtores tivessem chegado mais perto com suas escavadeiras, poderiam ter escavado o túmulo”.

“Quando eu vier visitar o túmulo futuramente, vou ver os vizinhos jantando em suas casas”.

“Havia uma vista linda do campo, mas agora há apenas casas. Isso arruinou o cemitério e acabou com a vista”.

“É absolutamente revoltante. Não consigo encontrar as palavras para descrever isso. Meus pais estariam muito chateados se estivessem vivos. Eles queriam descansar em paz, e não ao lado de um canteiro de obras”.

Irene Higgins foi enterrada ao lado de seu marido, Morris, em 1997 (SWNS)

Morris foi enterrado no cemitério após falecer, aos 77 anos, em 1977. Sua esposa, Irene, pôde descansar ao seu lado, no mesmo lote, quando faleceu com a mesma idade em 1997.

Bill, que tem um filho e uma neta, pediu que as autoridades plantassem arbustos para isolar o cemitério das sete novas casas.

No entanto, seu pedido não foi aceito pelo conselho de Waters Upton, que diz que uma cerca será construída.

Bill disse: “Originalmente eu havia pedido que a casa fosse demolida, depois eu pedi que uma cerva-viva fosse plantada para esconder a construção, não que fosse possível escondê-la completamente. Parece que sou eu contra o conselho”.

“Eu não tive contato com o vigário da igreja St Michael, já que não moro aqui, mas vou escrever para a Diocese de Lichfield para entender por que eles permitiram que isso acontecesse”.

“Fico muito triste e chateado com isso. Eu não gosto mais de vir ao cemitério”.

Bill disse: “Se os construtores tivessem chegado mais perto com suas escavadeiras, eles poderiam ter escavado o túmulo.”  (SWNS)  

A construtora Developers Days New Homes Ltd disse que seus planos foram apoiados pelo conselho de Telford e Wrekin, e acrescentou que fez contribuições para melhorar o cemitério.

O porta-voz Alan Day disse: “O empreendimento está sendo construído rigorosamente de acordo com a permissão concedida pelo conselho de Telford e Wrekin”.

“Ela inclui uma extensão do cemitério, junto com o paisagismo apropriado, que será oferecido de acordo com as especificações do conselho local”.

“Também há uma provisão para a construção de um estacionamento seguro ao lado da nova extensão, para uso exclusivo dos visitantes do cemitério”.

Katrina Baker, que faz parte do conselho de Waters Upton, acrescentou: “Como parte deste empreendimento nós ganhamos uma extensão para o cemitério e um estacionamento, que foram aceitos pelo conselho, e as casas vieram como parte do negócio”.

“Nós entendemos que Bill esteja preocupado. Uma cerca será construída em breve”.

“Não foi possível fazer uma cerca-viva por causa da proximidade dos túmulos”.

Jane Howdle
Yahoo News UK