Filho de imigrantes mexicanos é indicado por governador para ocupar vaga de Kamala Harris no Senado

David Shepardson
·1 minuto de leitura
.

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - O governador do Estado da Califórnia, Gavin Newson, disse nesta terça-feira que irá nomear Alex Padilla para o Senado dos Estados Unidos para preencher a vaga aberta pela vice-presidente eleita, Kamala Harris.

Padilla, secretário de Estado da Califórnia e filho de imigrantes mexicanos, irá se tornar o primeiro latino a representar a Califórnia no Senado. Harris toma posse como vice-presidente no dia 20 de janeiro, e seu mandato como Senadora acaba em 2022, o que significa que Padilla, do Partido Democrata, precisaria vencer as eleições de novembro de 2022 para continuar no cargo por um mandato de seis anos.

A documentação foi registrada nesta terça-feira na Comissão Federal Eleitoral para a formação de um comitê de campanha de Padilla para o Senado.

Newsom contou que os pais do novo senador eram um cozinheiro e uma faxineira e que Padilla "trabalhou muito após seu começo humilde para chegar às salas de aula do MIT, o Conselho Municipal de Los Angeles e o Senado estadual, e se tornou um defensor nacional dos direitos ao voto".

Em um vídeo publicado online de Newson oferecendo o cargo a Padilla na noite de segunda-feira, o novo senador disse estar "honrado e orgulhoso... Eu o deixarei orgulhoso, e deixarei a Califórnia orgulhosa ao fazer isso no Senado dos Estados Unidos. Temos muito trabalho a fazer e estou pronto".

Padilla, em nota, prometeu lutar pelos que estão "tendo dificuldades para equilibrar seus orçamentos, para os pequenos empresários que lutam para se manter em atividade e para os profissionais de Saúde que buscam alívio".

(Reportagem de David Shepardson)