Filho de José Luiz Datena está internado com Covid-19 em São Paulo

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 22.06.2017 - O apresentador e jornalista José Luiz Datena na entrega do Grande Prêmio Risadaria Smiles do Humor Brasileiro, no Auditório Ibirapuera na zona sul de São Paulo. (Foto: Marcus Leoni/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 22.06.2017 - O apresentador e jornalista José Luiz Datena na entrega do Grande Prêmio Risadaria Smiles do Humor Brasileiro, no Auditório Ibirapuera na zona sul de São Paulo. (Foto: Marcus Leoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O jornalista e apresentador José Luiz Datena, 64, demonstrou preocupação com seu filho, José Luiz Datena Júnior, 33, que acaba de ser internado com Covid-19 no Sírio Libanês, em São Paulo. 

Em depoimento na Rádio Bandeirantes, revelou que o filho era quem mais mantinha os protocolos corretos para não contrair o vírus e tomava todos os cuidados. Só ele pegou na família. 

Leia também

"Ele foi o mais cuidadoso de todos. Quando vinha aqui em casa usava máscara e mantinha distância. Há 10 dias pegou Covid. A evolução foi boa e hoje [segunda, 7] ele piorou e está indo para o Sírio Libanês", comentou. 

"Estamos no epicentro da doença. Não estou preocupado com Tite ou Neymar. Estamos no meio de uma doença terrível, não consigo pensar em outra coisa a não ser no meu filho, se vai melhora ou piorar. Ele ainda tem 33 anos de idade, é jovem, mas os jovens também morrem", apontou. 

Segundo ele, a "sorte é que pode ir para lá, pois muita gente não". Mais tarde, ao vivo no Melhor da Tarde (Band), o apresentador do Brasil Urgente deu mais detalhes de como estava a situação do jovem. 

"Meu filho está internado, mas não é um problema meu, é um problema do Brasil. Espero que ele melhore. Espero que grande parte da população brasileira acometida pela Covid tome cuidado e receba o melhor cuidado possível", comentou. 

Na sequência, criticou o que chamou de "maus exemplos" no país. "O país tem quase 500 mil mortes e esses caras [políticos] dando esses [maus] exemplos. Qual objetivo de ter Copa América aqui com tanta gente morrendo, com tanta gente internada?", disparou para Cátia Fonseca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos