Filho de migrantes mexicanos substituirá Kamala Harris no Senado

·1 minuto de leitura
(COMBO) Esta combinação de imagens criada em 22 de dezembro de 2020 mostra foto de arquivo(E) tirada em 19 de dezembro de 2019, do governador da Califórnia, Gavin Newsom, na Loyola Marymount University em Los Angeles, Califórnia. Na outra foto (D), de 19 de julho de 2017, o então Secretário de Estado da Califórnia, Alex Padilla, durante uma coletiva de imprensa realizada na Sede Nacional do Democrata em Washington, DC.

Alex Padilla, filho de imigrantes mexicanos, foi nomeado nesta terça-feira (22) substituto da vice-presidente eleita, Kamala Harris, no Senado dos Estados Unidos, tornando-se o primeiro latino a representar a Califórnia na Câmara Alta do país.

Padilla, o primeiro secretário de Estado latino da Califórnia em 2015, foi escolhido pelo governador Gavin Newsom para representar o estado.

Em nota, Padilla prometeu "trabalhar todos os dias para honrar essa confiança e atender a todos os californianos".

"Sairemos desta pandemia juntos e reconstruiremos nossa economia de uma forma que não deixe as famílias trabalhadoras para trás", acrescentou.

Padilla, que supervisionou o voto postal da Califórnia nas eleições presidenciais de novembro, é um antigo aliado do Newsom e considerado um dos favoritos para o cargo, com forte apoio de grupos latinos.

Filho de um cozinheiro e de uma faxineira que cresceu em um bairro de Los Angeles devastado pela violência de gangues, Padilla, de 47 anos, trabalhou brevemente como engenheiro antes de entrar na política em um momento de intensa luta contra o discurso anti-imigração na Califórnia.

amz/ec/dga/mps/jc/mvv