'Desesperado, saí com meu pai no ombro', diz filho de paciente da Santa Casa de BH

Incêndio teria começado em UTI da Santa Casa de BH - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Incêndio teria começado em UTI da Santa Casa de BH - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Para salvar o pai do incêndio que atingiu a Santa Casa em Belo Horizonte (MG), na noite desta segunda-feira (27), o assistente administrativo Alsio Delfino decidiu carregar o pai, que estava internado no local, nos braços.

O assistente administrativo estava como acompanhante do pai quando o incêndio começou e em um ato de desespero carregou o pai no ombro para retirá-lo do local.

“Eu desesperado, saí com meu pai no ombro, eles estavam falando comigo para eu descer e deixar meu pai lá que eles iam descer com ele. Eu falei, eu não desço sem meu pai de jeito nenhum! ”, contou Alsio em entrevista ao G1.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio teria começado em uma saída de oxigênio em um dos quartos do décimo andar. Mais de 950 pessoas foram evacuadas e 15 pacientes foram transferidos. Apesar das chamas terem se alastrado, a corporação disse que não houve dano estrutural com o fogo.

Devido a ocorrência, diversas pessoas desceram às pressas e ficaram no entorno do hospital no bairro Santa Efigênia, na Região Leste de BH.

Charles Fabrício, motorista de aplicativo estava acompanhando o irmão, e auxiliou na evacuação do espaço.

“Eu estava acompanhando meu irmão, teve um fogo lá no quarto, eu tirei meu irmão, tirei mais um acompanhante que estava com ele. Desci com meu irmão e voltei para ajudar. Foi muita tensão, o fogo alastrou, nós começamos a quebrar as janelas para a fumaça sair mas o fogo foi muito rápido. A gente foi descendo como pôde, no lençol. Foi um pânico danado, foi muito triste, muita fumaça, perdi até minha voz, a fumaça fechou o corredor, a gente não conseguia ver ninguém.”

Mortos

No fim da noite desta segunda-feira (27), a Santa Casa de Belo Horizonte confirmou, duas mortes após incêndio que atingiu o 10º andar da unidade de saúde.

Ainda de acordo com a instituição, as pessoas, que não tiveram nomes e idades divulgados, não sofreram queimaduras. Os corpos serão encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para que as causas dos óbitos sejam investigadas.

Nota na íntegra da Santa Casa:

"Acerca do incêndio ocorrido na ala C do 10º andar da Santa Casa BH, a instituição informa que os pacientes foram remanejados e submetidos a uma avaliação pelo corpo assistencial. A área onde ocorreu o incêndio encontra-se interditada pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil e as demais áreas voltaram ao seu funcionamento regular.

No momento do início do incêndio, haviam 931 pacientes internados. Os que se encontravam no 10º e 9º andares foram removidos, mas já estão retornando e recebendo a devida assistência. Foram registrados dois óbitos de pacientes que apresentavam quadro clínico grave. Os corpos estão sendo encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).

A Santa Casa BH agradece o trabalho realizado pela Polícia Militar de Minas Gerais, Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Ressalta, ainda, o trabalho e a disposição dos funcionários e brigadistas da instituição".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos