Filho de Roberto Bolaños planeja nova série de 'Chaves' e live-action de 'Chapolin'

O Globo
·2 minuto de leitura
Reprodução

Chapolin Colorado ganhará um filme live-action e Chaves, um spin-off. O anúncio foi feito por Roberto Gómez Fernández, filho do criador dos personagens, Roberto Bolaños, em entrevista à revista GQ. É um novo capítulo para as obras mais famosas do ator e diretor mexicano, morto em 2014, e que deixaram de ser exibidas em toda a América Latina em agosto deste ano após um impasse com a Televisa.

Em processo, já está um filme de animação 3D do super-herói, conhecido pela roupa vermelha e o bordão “Não contavam com a minha astúcia”. Segundo Fernández, a ideia do live-action ressurgiu há pouco tempo. Em 2010, ele já havia anunciado um longa sobre o herói, que nunca foi produzido. Ainda não há previsão para o lançamento do filme, nem o nome do ator que interpretará o Chapolin no lugar de Bolaños.

“Temos que fazer todo um processo que tem a ver com o tamanho do que pode ser feito. O orçamento é uma limitação monstruosa. Não temos certeza se podemos fazer um filme de super-herói americano que custa 20 milhões de dólares, mas algo que tem uma produção de primeira qualidade”, disse Fernández..

Em 2020, o herói completou 50 anos de idade. No ano que vem, será a vez de Chaves, que também deixou de ser exibido na América Latina este ano, após um desacordo entre o Grupo Chespirito, dono dos direitos autorais sobre as obras, e a Televisa, titular do material gravado em vídeo.

Na entrevista à GQ, Fernández afirmou que “se não concordarmos, nem a Televisa pode transmiti-los nem eu posso fazer nada com os programas originais”. Entretanto, ele revelou que também há planos de produzir uma spin-off de Chaves, a partir de manuscritos originais em que Bolaños explora histórias paralelas de personagens como o professor Jirafales e dona Florinda.

“Tem uma história que nunca apareceu na televisão: de onde veio o cara (Chaves). Ele (Bolaños) a publicou em livro (‘O diário do Chaves’, esgotado no Brasil), e também há a visão dos diferentes personagens que estão na vizinhança”, lembra Fernández.

O herdeiro de Bolaños afirmou que os projetos já foram apresentados a diversas produtoras, estúdios e plataformas de streaming, mas não revelou as empresas com as quais as ideias foram discutidas. “Estamos em contato, avaliando a melhor opção”, disse.