Filho de Solange Almeida, Rafa se lança como cantor e diz ter ganhado confiança após perder 75kg

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Uma estreia já é cercada de expectativas. Sendo filho de famoso então... Rafa Almeida sabe que seu sobrenome pesa. Ainda mais por se lançar em um gênero semelhante ao que consagrou sua mãe, Solange Almeida: o forró. Talentoso, ele logo deu um jeito de dar sua cara ao primeiro EP, “Impacto”, que chega ao mundo hoje. O primeiro single, “Minutinho de fraqueza”, é uma parceria com Matheus Fernandes (o dono daquele hit “ô, baby, me atende”).

— Pressão (dos outros) sempre tem (risos). É como se tivesse que provar algo o tempo todo, até as pessoas entenderem que cada um tem sua própria estrela. Já estava preparado para me compararem com minha mãe, é uma responsabilidade grande, ainda mais por ela ter uma das vozes mais lindas do Brasil — diz Rafa, de 22 anos.

Demonstrando ser fã assim de quem o criou, fica mais do que claro que a jovem promessa da música recorre à mãe na troca de conselhos. Mas até se assumir cantor profissional foi um processo longo, ele conta:

— Minha mãe é minha amiga, conselheira, meu tudo. Sempre me deu conselhos antes mesmo de eu optar pela música. É que eu fazia parte, na escola, da turma olímpica de Matemática, Física... Ela achou que eu teria outra carreira. Teve uma época em que formei banda na escola, mas minha mãe proibiu porque estava me afastando dos estudos (risos). Acontece que com 14 anos eu comecei a compor e ganhar dinheiro com isso. Aos 18, comecei a cursar Administração, fiz um mês, mas ela viu que não tinha como eu fugir da música. Minha mãe me apoia muito, disse que a gente precisa fazer o que gosta — relembra Rafa, que já viu artistas famosos como Bruno e Marrone (“Quatro fases”) gravarem suas músicas.

O tempo que ele levou para se enxergar como cantor não foi motivado apenas como forma de convencer a mãe. Teve a ver também com o que Rafa via no espelho. Há dois anos, ele se submeteu a uma cirurgia bariátrica (procedimento pelo qual Solange também passou, em 2008, quando chegou aos 123kg). Ele saltou dos 151kg para os 76kg:

— É horrível, mas eu sabia que, pela realidade da sociedade, eu sofreria muitos julgamentos. Parece que não interessa o que você tem por dentro. Isso machuca. Queria estar seguro comigo mesmo. Hoje, me sinto muito bem, estou feliz e grato.

Antes da cirurgia, o sentimento que carregava era o de invisibilidade. Agora, ele já sabe até o que é ser assediado. Nas redes, não faltam elogios ao novo galã da música.

— Deu uma virada de chave gigantesca. A cabeça fica como uma montanha-russa. Eu tentei entender: o que faltava para as pessoas me notarem antes como agora? Infelizmente, há certos padrões difíceis de serem quebrados. Eu faço terapia. Todo mundo tinha que fazer. É o que me ajuda, me deixa leve e ajuda a me entender.

Letras autobiográficas

Apesar da pouca idade, Rafa já deixou (e teve também) muito coração partido por aí. Os sofrimentos, pelo menos, viraram música. Neste EP, tem letra que fala sobre quem liga para a ex em busca de recaída, namoro que terminou por ciúme e até frase que pode virar bordão: “Não sou romanticão, mas ainda mando flor”:

— A gente sofre, mas segue trabalhando (risos). Sim, essas histórias aconteceram comigo. Os amores passam na minha vida para me inspirar. Mas, graças a Deus, estou solteiríssimo e na pista.

Faz seis meses que Rafa está livre, leve e solto. Não à toa, tem respondido piadinhas de fãs que pedem para namorá-lo:

— Quando é na brincadeira, eu entro. Para essas fãs, eu respondo: “Vai ter paciência para namorar comigo?” (risos). É que eu sou extrovertido, acho que passo a sensação de ser amigo de todo mundo. Deve ser por isso que as pessoas brincam assim, como se já nos conhecêssemos. Não estou acostumado ao assédio. Ainda me lembro de quando era gordinho. Isso não acontecia. Estou vivendo outra realidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos