Filhote que nasceu com rabo na testa é usado como 'isca' por golpistas

Narwhal está sendo usado por golpistas que fingem arrecadar doações para custear despesas médicas. (Foto: Reprodução/Facebook)

“Narwhal”, o filhote de cachorro de 10 semanas que nasceu com um rabo extra na testa, está sendo usado por golpistas para tentar arrecadar dinheiro com doações. Abandonado em Missouri, nos Estados Unidos, o cão foi resgatado pela ONG Mac's Mission que cuida especialmente de animais com necessidades especiais.

De acordo com o TMZ, foi a própria fundadora do abrigo, Rochelle Steffen, que monitorou centenas de contas bancárias falsas surgindo ao redor das redes sociais. Os criminosos miram pessoas que se sensibilizaram com o caso e que estão dispostas a ajudar com as despesas médicas do cachorro. 

Tais informações aparecem sincronizadas à campanhas no Facebook e Instagram pedindo por doações. 

Para facilitar e evitar que pessoas sejam enganadas, a 'Mac's Mission Animal Rescue' criou um link oficial para contribuições em sua própria página do Facebook. A campanha já conseguiu arrecadar, aproximadamente, US$ 2 mil. 

ORIGEM DO RABO

O rabo na testa é "provavelmente" um gêmeo parasita, segundo Margret Casal, professor da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade da Pensilvânia. A informação é do The New York Times.

Gêmeos idênticos regulares se formam quando um embrião se divide pela metade logo após a fertilização. Às vezes, essa divisão acontece muito tarde na gravidez e as metades não se separam completamente, levando a gêmeos siameses. Ainda mais raramente, disse a especialista, a divisão tardia é assimétrica, o que significa que um lado do embrião se transforma em um indivíduo totalmente formado e o outro se torna uma parte extra do corpo.

O veterinário que atendeu Narwhal na última terça-feira esclareceu que não é necessário remover o rabo extra, já que ele não causa qualquer dor ao animal. Um raio-x mostra que o rabo não está ligado a qualquer outro órgão e não é formado por nenhum osso. O nome do filhote é uma referência à baleia narval, que tem um longo dente com a aparência de um chifre na cabeça.

O cão foi batizado de Narwhal por ser o nome de um mamífero marinho com uma única presa que se destaca de seu rosto.