Filme é alvo de protestos e ameaças no Reino Unido por retratar profeta Maomé

“The lady of heaven”, que conta a história de Fátima, filha do profeta Maomé, tem sido alvo de protestos e ameaças após sua estreia no Reino Unido. Relatos apontam que algumas sessões do filme dirigido por Eli King contaram com protestantes na porta do cinema, ameaçando os funcionários das salas.

Gusttavo Lima faz show em Magé, não fala sobre cachê, mas agradece: 'Alô, prefeito. Aquele abraço, tamo junto'

Legião Urbana: 'A banda nunca foi marca', defende Bonfá, que faz show em meio a disputa com filho de Renato Russo

A representação do profeta Maomé é considerada um tabu pela tradição islâmica. Por causa disso, o filme fez questão de não colocar um ator específico interpretando a figura sagrada. O Maomé do filme é a síntese do trabalho de vários atores, efeitos especiais e de luz. A “solução” encontrada pela produção, não foi o bastante, para acalmar os ânimos dos protestantes.

Uma petição com mais de 120 mil assinaturas pede a retirada da produção de todos os cinemas do país. O Bolton Council of Mosques, que representa 28 mesquitas e 30 mil muçulmanos residentes no Reino Unido, considerou o filme uma “blasfêmia” e acusou o mesmo de “deturpar narrativas ortodoxas históricas e desrespeitar os indivíduos mais estimados da história islâmica”.

Lucas Penteado: ex-BBB fala da sua alopecia e relembra treta de Will Smith e Chris Rock

À BBC, o produtor executivo do filme, Malik Shlibak, argumentou que os protestantes se comportam como “bandidos e valentões”.

— Isso não é algo que deve ser tolerado no Reino Unido. Isso é mais do que apenas um único filme. Hoje é “The lady of heaven”, amanhã pode ser algo mais querido para você — argumenta Shlibak, que vem recebendo ameaças de morte por seu trabalho na produção.

A rede exibidora Cineworld optou por retirar o longa de suas salas após duas de suas salas serem alvo de manifestações. “Devido a incidentes recentes relacionados às exibições de ‘The lady of heaven’, tomamos a decisão de cancelar as próximas exibições do filme em todo o país para garantir a segurança de nossa equipe e clientes”, destacou comunicado da rede.

'Gente inferior' e 'odeia pobre': Entenda a polêmica envolvendo Tiago Leifert e Felipe Neto

Nem todas as redes de cinema britânicas seguiram o mesmo caminho da Cineworld. A Vue International informou que o filme continuará em cartaz e só deixará as salas seguindo os critérios comerciais de costume.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos