Fim de semana de Natal tem milhares de voos cancelados pelo mundo por temor com Ômicron

·1 min de leitura

Por Arriana McLymore

NOVA YORK (Reuters) - As companhias aéreas comerciais de todo o mundo cancelaram mais de 4.500 voos no fim de semana de Natal, já que uma onda crescente de infecções por Covid-19, causada pela variante Ômicron, criou maior incerteza entre os viajantes de férias.

As companhias aéreas cancelaram globalmente pelo menos 2.401 voos na sexta-feira, que caiu na véspera de Natal e é um dia tipicamente pesado para viagens aéreas, de acordo com uma contagem corrente no site de rastreamento de voos FlightAware.com. Quase 10.000 voos foram atrasados.

O site mostrou que 1.779 voos de Natal foram cancelados em todo o mundo, junto com mais 402 que estavam programados para domingo.

Entre as primeiras companhias aéreas dos EUA a relatar uma onda de cancelamentos de fim de semana de feriado estão a United Airlines e a Delta Air Lines, que eliminou quase 280 voos marcados apenas na sexta-feira, citando a falta de pessoal em meio ao aumento de infecções por Covid-19.

No Reino Unido, muitas indústrias e redes de transporte lutavam com a falta de pessoal, visto que os trabalhadores doentes se isolavam, enquanto os hospitais alertavam para o risco de impacto na segurança dos pacientes.

(Reportagem de Alistair Bell, Arriana McLymore, David Ljunggren, Maria Caspani e David Shepardson; texto e reportagem adicional de Steve Gorman em Los Angeles)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos