Final de semana de sol leva curitibanos a quebrar quarentena em parques e bares

KATNA BARAN

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - O final de semana de tempo seco e quente, atípico para a metade do outono no sul do país, levou os curitibanos a quebrarem as medidas de isolamento social recomendadas pelos órgãos de saúde para combater o novo coronavírus.

Fotos compartilhadas pelas redes sociais mostram o gramado do Museu Oscar Niemayer repleto de jovens apreciando o pôr-do-sol de domingo (26), aglomerados, e sem máscaras de proteção, como exige o decreto municipal.

Nos bares em frente ao ponto turístico, que fica próximo à região central da cidade, também foram registradas aglomerações de pessoas sem qualquer proteção.

"Nada disso está permitido ou liberado, acreditamos que em função do clima houve essa movimentação", declarou a secretária municipal de saúde, Márcia Cecília Huçulak.

Segundo a secretária, o impacto da maior circulação de pessoas pela cidade deve ser sentido daqui a duas semanas no sistema de saúde do município.

No último final de semana, a guarda municipal atendeu 21 ocorrências para desmobilização de eventos por Curitiba, como churrascos, jogos de futebol e até campeonatos de pipa.

De acordo com a entidade, o trabalho é apenas de orientação da população. Desde o início do mês, foram 12.230 ocorrências registradas.

O comércio da capital paranaense também teve aumento de circulação de pessoas desde que foi reaberto, no último dia 17. Apesar de a prefeitura não ter mandado os estabelecimentos fecharem oficialmente, até aquela data os próprios comerciantes não abriram as portas.

A partir de então, no entanto, a prefeitura baixou regras, como de distanciamento mínimo para reabertura das lojas, o que incentivou os proprietários a retomarem as atividades.

Poucos dias antes de soltar o decreto, o prefeito Rafael Greca (DEM) disse em vídeo que faria o máximo para respeitar o direito de ir e vir das pessoas durante a pandemia. "Como democrata que sou, eu confio na inteligência das pessoas e no coração dos curitibanos", disse.

Curitiba registrou nesta segunda-feira (27) a 17ª morte pelo novo coronavírus. A vítima é um homem de 81 anos, doente renal. Na capital, são 535 casos confirmados da Covid-19.