Finlândia e Noruega reforçam segurança após atentado na Suécia

Copenhague, 7 abr (EFE).- Finlândia e Noruega fortaleceram nesta sexta-feira as medidas de segurança em grandes cidades e aeroportos após o ataque com um caminhão em Estocolmo, capital da vizinha Suécia, no qual morreram pelo menos duas pessoas.

A polícia da Noruega explicou no Twitter que seus agentes nas principais cidades do país, bem como no aeroporto de Oslo, estarão armados até segunda ordem, quando normalmente fazem patrulha desarmados.

As forças de segurança da Finlândia, por sua vez, informaram que incrementaram o número de patrulhas em Helsinque por causa do atentado terrorista em Estocolmo.

Pouco antes das 15h locais (10h de Brasília) um caminhão invadiu uma rua de pedestres no centro de Estocolmo, atropelando várias pessoas, e se chocou contra a fachada de uma loja de departamentos.

O premiê sueco, Stefan Löfven, assegurou em um breve pronunciamento que "a Suécia foi atacada" e que "tudo indica que foi um atentado terrorista".

As autoridades confirmaram pelo menos dois mortos, mas agentes presentes no local do atentado informaram que pelo menos três pessoas morreram e oito ficaram feridas, segundo a imprensa sueca.

O motorista do caminhão, que tinha sido roubado pela manhã, fugiu após o ataque e seu paradeiro é desconhecido.

A polícia divulgou a imagem de um suspeito presumivelmente vinculado com o ataque e desmentiu que uma pessoa foi detida por relação com o atentado. EFE