Finlândia pede para entrar na Otan, e Rússia faz ameaça

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo da Finlândia, país nórdico neutro desde a Segunda Guerra Mundial, anunciou que irá pedir a entrada na Otan (aliança militar ocidental).

O motivo da mudança histórica, disseram o presidente Sauli Niinisto e a primeira-ministra Sanna Marin, é a invasão russa da Ucrânia.

A Otan disse que irá acelerar o processo, e o Kremlin disse que tomará medidas de retaliação por considerar o movimento "definitivamente uma ameaça à segurança nacional russa", disse o porta-voz Dmitri Peskov.

A Suécia deverá seguir o mesmo caminho de Helsinque.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos