Fiocruz deve receber uma nova remessa de IFA da China

·1 minuto de leitura

RIO - A Fiocruz deve receber uma nova remessa de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para a produção de vacinas contra a covid-19. Os insumos serão importados da China e estão previstos para o próximo sábado (22). Outra remessa deve acontecer ainda no fim do mês de maio, programada para o dia 29.

A Fiocruz afirma que estará garantida a entrega de vacinas ao Programa Nacional de Imunizações nas três primeiras semanas de junho.

No Twitter, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou a importância das novas remessas.

Nesta terça-feira, o Ministério da Saúde começa a distribuir um novo lote de vacinas. Segundo o ministério, os 26 estados e o Distrito Federal devem receber pouco mais de 6,4 milhões de doses de imunizantes, sendo 4,7 milhões da AstraZeneca/Oxford, produzidas pela Fiocruz; 1,08 milhão da CoronaVac, do Instituto Butantan, e 647 mil doses do imunizante da Pfizer/BioNTech.

Além disso, o lote de CoronaVac será enviado a 12 estados que pediram o produto do Instituto Butantan a fim de aplicar a segunda dose da vacina em pessoas que já receberam a primeira dose e precisam concluir o ciclo vacinal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos