Fiocruz recebe insumos para envase de 12 milhões de doses de vacina da AstraZeneca

Eduardo Simões
·1 minuto de leitura
Caminhão carregado com vacinas da AstraZeneca contra Covid-19 deixa sede da Fiocruz no Rio de Janeiro

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebeu neste domingo um novo lote de insumo farmacêutico ativo (IFA) suficiente para o envase no Brasil de 12 milhões de doses da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford, no Reino Unido, informou a fundação vinculada ao governo federal.

Inicialmente a nova remessa de IFA tinha previsão de chegada ao Brasil no início da noite de sábado, mas devido a um atraso em um voo de conexão o insumo, importado da China, chegou na manhã deste domingo ao Aeroporto Tom Jobim, no Rio de Janeiro.

"O IFA se soma ao quantitativo recebido na última quinta-feira, suficiente para a produção de 6 milhões de doses, e à remessa prevista para a próxima semana, para 5 milhões de doses. Os quatro lotes cobrem as entregas de vacinas programadas para abril e parte de maio, para o Ministério da Saúde", disse a Fiocruz em nota.

A Fiocruz importou da Índia 4 milhões de doses prontas da vacina AstraZeneca/Oxford e entregou, até o momento, 1,8 milhão de doses do imunizante envasado em suas instalações ao Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

Na semana passada, a fundação revisou para baixo sua previsão de entregas de doses da vacina para o Ministério da Saúde. Agora, a Fiocruz espera entregar um total de 3,9 milhões de doses em março e, para os meses de abril e maio, a expectativa é que as entregas sejam de 18,8 milhões de doses e 21,5 milhões de doses, respectivamente.

A Fiocruz tem acordo com a AstraZeneca para futuramente produzir integralmente a vacina no Brasil, incluindo o IFA, o que eliminará, quando acontecer, a necessidade de importação dos insumos.