Fiscal destrói prancha de surfista que burlou restrição no litoral de SP

·2 minuto de leitura
Fiscal destrói prancha de surfista em Guarujá (SP)
Fiscal destrói prancha de surfista em Guarujá (SP)

Durante a fiscalização do bloqueio de praias em Guarujá (litoral de São Paulo), agentes públicos destruíram pranchas de surfe de frequentadores que tentaram burlar as restrições durante o lockdown, adotado pela administração municipal para frear a propagação do coronavírus.

Leia também

Em vídeo que circula nas redes sociais desde a última sexta-feira (2), é possível ver trocas de insultos, apreensão e pranchas quebradas, além de uso de arma. Um fiscal, que não é da Guarda Civil Municipal, joga duas pranchas na areia, e uma delas acaba quebrando.

Nas imagens, um dos guardas ainda segura uma arma de fogo e, depois, algema um homem.

A GCM explicou ao portal UOL que as pessoas presentes teriam agredido fisicamente os fiscais e os guardas foram acionados para a proteção dos funcionários. Uma pessoa foi levada à delegacia por desacato à autoridade e a polícia registrou boletim de ocorrência.

A Prefeitura de Guarujá informou que o caso aconteceu durante uma ocorrência de aglomeração na praia de Pernambuco, onde havia surfistas descumprindo o decreto de restrições. O grupo teria sido orientado a deixar o local, mas teria desacatado a equipe de fiscalização.

A administração informou que qualquer ação desproporcional terá apuração administrativa, com possíveis punições aos responsáveis.

Em nota, a Prefeitura do Guarujá declarou que todos os cidadãos possuem direitos e deveres iguais e por isso não pode permitir privilégios para determinados grupos. O comunicado também ressalta que é orientação padrão das equipes de fiscalização e da GCM que atue dentro da lei e com práticas operacionais para esse tipo de episódio.

O estado está na fase emergencial do Plano São Paulo para tentar diminuir o número de casos de Covid-19. Muitas cidades do litoral deixaram os decretos mais rígidos, colocando barreiras nas praias e limitando a circulação de pessoas nas ruas.

Na quarta, a atualização mais recente da Prefeitura informou que a taxa de ocupação de pessoas internadas com Covid-19 nas UTIs da cidade estava em 88% e 100% na enfermaria.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos