Fiscalização impede festa clandestina para 200 pessoas que seria realizada num barco na Zona Sul do Rio

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO - Uma festa clandestina para 200 convidados que seria realizada dentro de um barco, na Urca, na Zona Sul do Rio, foi impedida de acontecer por fiscais da prefeitura, nesta sexta-feira. Agentes da Secretaria municipal de Ordem Pública (Seop), que atuaram em conjunto com a Guarda Municipal, descobriram que os clientes seriam conduzidos até a embarcação por meio de um pier clandestino, que foi interditado.

Depois disso, os agentes foram até o barco, com apoio da Capitania dos Portos, impedindo a entrada dos suprimentos que dariam a estrutura para a realização da festa.O evento estava marcado para começar às 16h e teria oito horas de duração, com bebida liberada. Santo Sunset era o nome do evento, cujos convites eram vendidos na internet e oferecia vistas para todos os cartões postais da Cidade Maravilhosa.

Em oito dias, desde que entraram em vigor as medidas mais restritivas na cidade, já foram registradas 8.448 autuações, entre multas e interdições a estabelecimentos, infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias. foram 513 multas a bares, restaurantes e ambulantes, além da interdição de 100 estabelecimentos que descumpriram as determinações.

Somente na sexta-feira, foram 1.085 autuações, com 11 estabelecimentos fechados e 54 multas a ambulantes, restaurantes e bares. Os comboios de fiscalização contaram com a participação de agentes da Seop, Guarda Municipal, Instituto Municipal de Vigilância Sanitária e apoio da Polícia Militar percorreram vários pontos da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Penha, Catete, Urca, Largo do Machado, Vila da Penha, Laranjeiras e Jacarepaguá, entre outros locais.

O objetivo dessas operações é fiscalizar o cumprimento das determinações do Decreto nº 48.644 de 22 de março de 2021, que entre outras medidas estabeleceu o fechamento dos serviços não essenciais.