Fita VHS de 'De Volta para o Futuro' é vendida por R$ 386,5 mil em leilão

Fita VHS de 'De Volta para o Futuro' foi vendida por US$ 75 mil em leilão. Foto: FilmPublicityArchive/United Archives via Getty Images.
Fita VHS de 'De Volta para o Futuro' foi vendida por US$ 75 mil em leilão. Foto: FilmPublicityArchive/United Archives via Getty Images.
  • Fita VHS lacrada do filme ‘De Volta Para o Futuro’, de 1986, foi vendida por US$ 75 mil em leilão;

  • A fita pertenceu ao ator norte-americano Thomas F. Wilson, que interpretou o personagem Biff Tannen na trilogia;

  • Um colecionador de Nova York venceu a disputa de lances.

A nostalgia está com tudo e pode custar caro. Recentemente, uma fita VHS lacrada e em condição quase nova de 1986 do filme ‘De Volta Para o Futuro’ foi vendida por US$ 75 mil, cerca de R$ 386,5 mil na cotação atual, estabelecendo um novo recorde para um item do tipo.

Leia também:

A cópia em questão pertenceu ao ator norte-americano Thomas F. Wilson, que interpretou o personagem Biff Tannen na série.

Inicialmente, o ator listou a fita na plataforma de comércio eletrônico EBay. Contudo, após receber uma enxurrada de pessoas interessadas, ele optou por vender a fita por meio da casa de leilões Heritage Auctions em Dallas, no estado do Texas.

Wilson também possuía fitas VHS seladas do segundo e do terceiro filme da trilogia ‘De Volta Para o Futuro’, assim como um box lacrado dos anos 1990.

Segundo a Heritage Auctions, um colecionador de Nova York venceu a disputa de lances. De acordo com a casa de leilões, o valor foi o mais alto já pago por uma fita VHS selada e classificada.

"Não tínhamos ideia do que iria acontecer - ninguém fez isso antes e ver o sucesso é incrível", afirmou o vice-presidente executivo da casa de leilões, Joe Maddalena, à CNN.

*Com informações da CNN.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos