Flávia Arruda é escalada para propaganda do PL após Michelle Bolsonaro recusar gravação

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF,  BRASIL,  30-11-2021 - O presidente Jair Bolsonaro, ao lado da  ex-ministra e deputada federal Flávia Arruda (PL/DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, BRASIL, 30-11-2021 - O presidente Jair Bolsonaro, ao lado da ex-ministra e deputada federal Flávia Arruda (PL/DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ex-ministra e deputada federal Flávia Arruda (PL-DF) foi escalada pelo PL para substituir Michelle Bolsonaro nas inserções partidárias que a primeira-dama gravaria.

Michelle era a aposta da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) para reduzir a rejeição do presidente entre as mulheres, e filiou-se ao partido para poder estar presente nos vídeos. Contudo, desmarcou sua participação dias antes da gravação.

Com isso, coube a Flávia estrelar as peças voltadas para estimular a participação feminina na política.

Recentemente, a primeira-dama teve ampla exposição pública ao fazer um pronunciamento em cadeia nacional de TV e rádio em comemoração ao Dia das Mães.

A avaliação do núcleo que define a estratégia eleitoral de Bolsonaro é a de que Michelle é carismática e pode ajudar a humanizar a imagem do chefe do Executivo. Segundo o último Datafolha, Bolsonaro alcança 23% das intenções de votos entre as mulheres, ante 49% do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos