Flávio Bolsonaro pede que seguidores compartilhem foto de seu pai com mensagem 'nossa arma é a vacina'

CAMILA MATTOSO
·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO***BRASILIA, DF,  BRASIL,  18-02-2020 - O senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) No palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO***BRASILIA, DF, BRASIL, 18-02-2020 - O senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) No palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Logo após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fazer pronunciamento em que criticou Jair Bolsonaro por sua atuação durante a pandemia, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, pediu para que seus seguidores no aplicativo Telegram compartilhassem até viralizar uma imagem de seu pai com a mensagem "nossa arma é a vacina".

Bolsonaro criticou durante meses a Coronavac, o principal fármaco na imunização em curso no Brasil, fez pouco caso da importância da vacinação e segue defendendo remédios sem eficácia contra a Covid-19, como a hidroxicloroquina e a ivermectina.

O jornal Folha de S.Paulo mostrou que o presidente recentemente deu início a uma retórica pró-vacina para tentar estancar perda de popularidade causada pelo aumento do número de mortes e pela tímida evolução na imunização da população contra o coronavírus.

"Quero avisar que semana que vem vou tomar minha vacina. E vou fazer propaganda da vacina. Todos tem que tomar. Quero pedir a vocês: não sigam nenhuma decisão imbecil do presidente da República. Tomem vacina", disse Lula em seu discurso nesta quarta-feira (10).