Flamengo ajudará torcedores a reaverem custos após jogo da Libertadores passar de Brasília para o Rio

·1 minuto de leitura

O Flamengo divulgou um comunicado em que explica as razões para a troca do local da partida contra o Barcelona, pela Libertadores, que passou do Mané Garrincha, em Brasília, para o Maracanã, no Rio, após a prefeitura liberar a capacidade de 50% do estádio para a venda de ingressos.

O clube informou que vai apoiar os torcedores junto a companhias aéreas e hotéris para que seja feita a devolução ou troca do valor investido em bilhetes e passagens , uma vez que a troca se deu por motivos de força maior. Ou seja, quando o Flamengo marcou o jogo para Brasília, a situação da pandemia no Rio era mais arriscada, mas após algum tempo o cenário mudou.

"O Clube entende que as companhias aéreas e os hotéis devem reconhecer a situação de força maior e ressarcir os torcedores que antecipadamente adquiriram suas passagens e hospedagem e apoiará eventuais pedidos de devolução ou aproveitamento desses créditos, assim como apoiou quando houve a troca da cidade sede da final da Libertadores de 2019, também por motivo de força maior", diz o comunicado do Flamengo.

O texto também reforça que o Maracanã sempre esteve como plano A para os jogos do clube como mandante, por ser de mais fácil logística para a delegação.

Confira a nota do Flamengo:

O Clube de Regatas do Flamengo vem a público prestar os seguintes esclarecimentos sobre a alteração do local da partida entre Flamengo e Barcelona de Guayaquil, do estádio Mané Garrincha, em Brasília, para o estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, válida pela semifinal da Copa Libertadores, que será realizada no dia 22 de setembro de 2021, às 21h30.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos