Flamengo bate o São Paulo no Maracanã e acalma os ânimos da torcida

·2 min de leitura

Com atuação mais consistente da marcação, o Flamengo parou o ímpeto do São Paulo, que estreou com goleada no Brasileiro, e venceu por 3 a 1, neste domingo, no Maracanã. A primeira vitória na competição leva o rubro-negro a quatro pontos.

Mais do que a primeira vitória no Brasileiro, o triunfo ajuda a acalmar os ânimos no rubro-negro, que ainda tenta consolidar o trabalho do técnico Paulo Sousa.. No meio da semana, o time enfrenta o Palmeiras, em casa, em partida antecipada.

No jogo de marcação alta do Flamengo contra o de contato do São Paulo, o objetivo de ambas as equipes era bem claro: encontrar um caminho para que a bola chegasse aos artilheiros Gabigol e Calleri.

A tática rubro-negra deu mais chances para o time encontrar os espaços. Com roubadas de bola no meio-campo, em menos de cinco minutos de jogo, o Flamengo já havia feito o goleiro Jandrei defender duas bola. Everton Ribeiro e Gabigol, numa finalização no cantinho, pararam no goleiro.

O São Paulo, de Rogério Ceni, chegou junto em todas as bolas, mas perdeu praticamente todas as divididas no primeiro tempo. Numa delas, viu João Gomes rolar para a Lázaro, que fez bela infiltração até Gabigol. O artilheiro do time tocou na saída de Jandrei e marcou o 12º gol na temporada.

O maior volume de jogo do Flamengo não significava que a partida estava controlada. A estratégia do tricolor paulista podia não ter encaixado, mas bastou uma boa jogada para o gol sair. Foi o que São Paulo fez no primeiro tempo. Na única chance real, em jogada trabalhada, Rafinha cruzou na área, Calleri subiu nas costas de Rodinei e também fez seu 12º gol na temporada, o quarto no Brasileirão.

O jogo truncado no início do segundo tempo foi desamarrado com as mudanças dos dois técnicos. Principalmente com as mexidas de Paulo Sousa, que colocou Isla no lugar de Rodinei e Marinho na vaga de Lázaro. Em poucos minutos, os efeitos das trocas apareceram na maior profundidade do rubro-negro e nos gols em sequência.

Isla reviveu a conhecida tabelinha pela direita com Everton Ribeiro e mostrou velocidade na jogada de João Gomes. O volante abriu o jogo de trivela, o lateral avançou, limpou a jogada e chutou colocado para marcar um golaço aos 23 minutos.

Três minutos depois, o espaço surgiu pela esquerda com Marinho, que avançou e tentou chutar cruzado. Arrascaeta desviou levemente de cabeça e marcou o terceiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos